Entre os clubes ameaçados pelo rebaixamento no Campeonato Inglês, o risco do West Bromwich é o mais concreto. E a queda para a Championship poderia ter sido consumada contra o Tottenham, na antepenúltima rodada da Premier League, neste sábado. Aí, a sorte começou a ajudar: o Swansea caiu para o Bournemouth, o rebaixou o Stoke City… e o esforço dos Baggies contra os Spurs lhes rendeu tardia vitória por 1 a 0, ainda os mantendo na dependência de um último resultado: um tropeço do Southampton, ainda neste sábado, contra o Everton.

Também precisando de um triunfo, que praticamente o garantiria na Liga dos Campeões da temporada 2018/19, o Tottenham atacou mais no primeiro tempo. Logo aos dois minutos, houve cruzamento defendido pelo goleiro Ben Foster. Momentos depois, aos 24, Victor Wanyama arriscou chute de fora da área, e Foster espalmou. Aos 29, a defesa teve até um pouco de sorte: Kieran Trippier tocou em profundidade da esquerda, e Harry Kane completou para o goleiro afastar com um desvio de… cabeça. O West Brom só trouxe perigo à meta aos 41 minutos. Após cobrança de falta, a bola foi parar com Jay Rodriguez. Quase na linha de fundo, o meia chutou, e tirou em cima da linha – no escanteio da sequência, Ahmed Hegazi cabeceou para fora.

No segundo tempo, seguiu o esforço incessante do West Brom: com Chris Brunt, com Salomón Rondón… e com a sorte evitando: após chute, a bola bateu em Kane e só foi impedida por defesa providencial de Hugo Lloris, por cima da meta. A persistência seguia, mas a antecipação do rebaixamento parecia inevitável. Até os 47 minutos, nos acréscimos: após cobrança de escanteio, a bola ficou na pequena área, com disputas frenéticas, até o desvio providencial em , mais um a concretizar a “lei do ex”, fazendo 1 a 0 para êxtase da torcida – e para salvar o West Brom. Pelo menos, por mais algumas horas.