InglaterraPremier League

Não é todo dia que Villa marca e Ivanovic faz pintura. E o Chelsea venceu mais uma

Havia apenas dois estádios na Premier League onde José Mourinho nunca havia vencido: o Villa Park e o St. James Park. Este sábado foi dia de visitar o primeiro e tentar acabar com esse tabu que não é nada mais do que uma curiosidade sem explicação. Tão sem explicação que até o Aston Villa fez um gol para atrapalhar a missão do português no primeiro tempo, mas a força do Chelsea prevaleceu na vitória por 2 a 1.

LEIA MAIS: Cuadrado molda ainda melhor o elenco mais completo da Premier League

Foram seis jogos de Premier League seguidos sem marcar, o que não seria tanto problema se não houvesse outra sequência, neste mesmo campeonato, de cinco partidas em branco entre setembro e outubro. Sem fazer gols, e consequentemente sem vencer muito, o Aston Villa vai despencando na tabela depois de ficar as quatro primeiras rodadas invicto. Está em 16° lugar com 22 pontos e pode ser ultrapassado pelo Burnley

A seca terminou aos dois minutos do segundo tempo, com uma cabeçada de Jores Okore. O Chelsea havia aberto o placar com Hazard, em bela jogada coletiva na qual a bola passou de pé em pé por Oscar, William e finalmente para o belga. Com o Manchester City tropeçando no Hull, os comandados de Mourinho não quiseram perder a chance de aumentar a vantagem na ponta da tabela para sete pontos e conseguiram a vitória com um golaço de Ivanovic, pegando uma bola na entrada da área de primeira.

A questão, neste momento, é o que vai demorar mais para acontecer novamente: um golaço de Ivanovic ou qualquer gol do Aston Villa?

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo