Inglaterra

Na prorrogação, Eduardo classifica o Arsenal

O Arsenal se classificou para as semifinais da Copa da Liga Inglesa ao derrotar o Blackburn Rovers por 3 a 2, nesta terça-feira, em Ewood Park. O atacante da seleção croata Eduardo da Silva marcou o gol decisivo na prorrogação e deu a vaga aos Gunners, que, como de costume na competição, atuaram com vários reservas.

No outro jogo do dia, o Tottenham Hotspur garantiu vaga com uma vitória fora de casa por 2 a 0 sobre o Manchester City. Arsenal e Tottenham se juntam ao Everton, que eliminou o West Ham United na semana passada. O duelo entre Chelsea e Liverpool, nesta quarta, decide o último semifinalista.

O Arsenal marcou o primeiro gol aos 6 minutos, com Abou Diaby, que completou de primeira o cruzamento de Nicklas Bendtner. Aos 29, Eduardo empatou, aproveitando a falha do zagueiro Christopher Samba após passe de Denílson.

A reação do Blackburn começou ainda antes do intervalo, aos 42 minutos. O paraguaio Roque Santa Cruz esticou a perna para desviar o cruzamento de Matt Derbyshire. O empate veio aos 15 da segunda parte, novamente com Santa Cruz, que cabeceou para as redes a bola levantada por David Bentley em cobrança de falta.

Já nos acréscimos, o Arsenal ficou com um jogador a menos: Denílson foi expulso. O volante brasileiro entrou forte em David Dunn e recebeu o segundo cartão amarelo, além de provocar um tumulto generalizado.

Apesar da desvantagem numérica, o Arsenal arrancou a vitória na prorrogação, aos 14 minutos do primeiro tempo. O passe de Alexandre Song encontrou Eduardo da Silva, que arrancou em direção à área e teve frieza para concluir fora do alcance do goleiro Brad Friedel. O Blackburn se lançou ao ataque no final e chegou a acertar a trave, mas não escapou da eliminação.

No estádio City of Manchester, o Tottenham saiu na frente logo aos 5 minutos de jogo, com gol de Jermain Defoe. O búlgaro Dimitar Berbatov passou para Aaron Lennon, que cruzou rasteiro da direita para a finalização de Defoe na área. A situação dos Spurs ficou mais difícil aos 20 minutos, por causa da expulsão do volante Didier Zokora por uma falta em Elano, que voltava de lesão.

O City pressionou no segundo tempo, mas esbarrou nas boas defesas do goleiro Paul Robinson, que evitou gols de Darius Vassell e Rolando Bianchi. A oito minutos do final, o Tottenham matou o jogo em um contra-ataque. Jamie O'Hara lançou Steed Malbranque, que se livrou de um adversário e tocou na saída do goleiro Joe Hart.

A derrota acabou com a campanha perfeita do City em seu campo nesta temporada – o time havia vencido os dez jogos oficiais disputados como mandante.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo