InglaterraPremier League

Mannone quase impediu, mas Liverpool arrancou vitória sofrida do Sunderland

Foi um jogo duro para o Liverpool. Fora de casa, o time do técnico Jürgen Klopp sofreu demais para arrancar a vitória suada por 1 a 0 sobre o Sunderland, graças a um gol de Christian Benteke. O gol veio, mas poderia ter saído muito mais. O goleiro Mannone teve uma grande atuação e impediu que o brasileiro Roberto Firmino, por exemplo, marcasse ao três vezes, em boas defesas.

LEIA TAMBÉM: Como seria a tabela da Premier League contando só 2015? As surpresas se manteriam e o Arsenal seria líder

Foram 17 chutes a gol do Liverpool, que foi melhor no jogo no tempo todo. O time atacou desde o começo do jogo e obrigou a defesa a trabalhar bastante. Durante todo o jogo, foram cinco defesas do goleiro do Sunderland, que não impediu mais uma derrota do time de Sam Allardyce. Foi a 13ª derrota do time na temporada, o que faz com que esteja tão mal colocado na tabela, apenas em 19º lugar, melhor só que o Aston Villa, com 12 pontos.

O Liverpool não fez uma partida excelente, nem foi grande coisa. Mas foi ali na conta do chá que o time levou três pontos. É verdade que a vitória podia ter vindo de maneira mais tranquila se o goleiro Mannone não estivesse em uma grande noite, ou se Benteke não tivesse perdido uma chance frente a frente com o goleiro adversário, já no final do segundo tempo. Mas a vitória, mesmo suada, veio. E isso faz do Liverpool o sétimo colocado na tabela, com 30 pontos, nove atrás do líder, Arsenal, e cinco atrás do quarto colocado, Tottenham.

O Campeonato Inglês está aberto e é possível até sonhar com o título, mas a realidade mais palpável para o Liverpool é tentar brigar por uma das quatro vagas para a ChampionsLeague – provavelmente a quarta. O time tem condições para isso e pode apostar que o Leicester uma hora vai começar a derrabar, embora, em campo, os Foxes tenham jogado muito mais bola que os Reds. Seja como for, a distância para a zona de classificação à competição europeia não é nada impossível de ser tirado, ao contrário. Como o time melhorou sob o comando de Klopp, dá para olhar essa quarta vaga.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo