Inglaterra

Kia Joorabchian defende Tevez: “Ele foi mal entendido”

Kia Joorabichian, representante de Carlos Tevez, negou que o jogador tenha se recusado a entrar no jogo do Manchester City contra o Bayern Munique, pela Liga dos Campeões.

Segundo o agente, o problema foi de tradução. Tevez não teria sido bem interpretado e a comunicação com o técnico Roberto Mancini ficou prejudicada. Além disso, segundo Kia, Tevez não foi bem interpretado também após o jogo.

“Um dos maiores problemas é que em uma situação logo após o jogo, perguntas são feiras e as coisas são tiradas do contexto”, explicou.

“Se você não tem um intérprete muito profissional, você tem um problema. A interpretação foi incorreta. Ambas as questões e ambas respostas de Carlos foram interpretadas incorretamente”, disse ainda Kia.

Para Kia, inguém pode questionar o comprometimento de Tevez com o Manchester City. “Eu conheço Carlos desde os 18 anos e você não pode criticá-lo em termos de comprometimento e vontade de jogar”, afirmou.

“Ele jogou pelo Manchester City depois de tomar injeções, com o tornozelo machucado. Ele jogou no Corinthians quando os médicos disseram a ele para não jogar durante toda sua carreira e ele sempre luta para jogar. Se há um problema, é porque ele sempre quer jogar”, afirmou o iraniano.

Tevez foi afastado por duas semanas e foi liberado para voltar à Argentina enquanto a situação não se define. Há rumores de propostas para ele do Paris Saint-Germain para que o jogador se transfira em janeiro.

Foto de Equipe Trivela

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]
Botão Voltar ao topo