InglaterraPremier League

Fàbregas comandou o Chelsea, que deu bons sinais na estreia na Premier League

O gol de Scott Arfield logo no início do jogo, aos 14 minutos, assustou. O Chelsea tomou 1 a 0, em uma falha defensiva, mas foi só isso mesmo: um lapso. O gol de empate saiu pouco depois, aos 17, em um gol que o time não costumava marcar na última temporada, em um bate rebate dentro da área que Diego Costa estufou a rede.

LEIA TAMBÉM: Oscar oferece camisa 11 do Chelsea a Drogba e fica com a 8 de Lampard

A troca de passes que resultou no segundo gol foi daquelas de deixar o adversário tonto. Muitos passes, boa movimentação ofensiva e uma atuação bastante convincente até que o placar fosse construído. Se aos 17 o time já tinha empatado o jogo com Diego Costa, aos 21 virou com André Schürrle, depois de uma bela troca de passes que culminou em um passe perfeito de Cesc Fàbregas para o alemão. Foram 24 passes até o gol, em uma jogada belíssima. Veja os passes no gráfico abaixo:

A troca de passes que resultou no segundo gol do Chelsea (Dados Statszone)
A troca de passes que resultou no segundo gol do Chelsea (Dados Statszone)

Aos 34, o terceiro gol veio com Branislav Ivanovic, depois de cobrança de escanteio de Fàbregas. Ali o jogo estava decidido e o Chelsea controlou o jogo o tempo todo. Quem ditou o ritmo foi Fàbregas, que jogou no centro do meio-campo do time de Mourinho, ao lado de Nemanja Matic. Sim, ele atuou na linha dos volantes, onde poucas vezes era escalado nos tempos de Barcelona.

No seu clube de infância, Fàbregas atuava mais à frente, ou como atacante, ou como um meio-campista mais avançado. No Chelsea não. Sua posição inicial era mais atrás, dando qualidade ao passe e fazendo a função de área a área, tão valorizada pelos ingleses. O jogador tocou 104 vezes na bola e fez 87 passes, mais do que qualquer outro jogador na partida. Ditou o ritmo, controlou a partida, como nos melhores tempos de Frank Lampard. Quando Mourinho dissse que ele seria o futuro do Chelsea, certamente tinha a ver como o modo como o camisa 4 mandou no jogo.

O gráfico de calor de Fàbregas contra o Burnley: movimentação por todo campo
O gráfico de calor de Fàbregas contra o Burnley: movimentação por todo campo (Gráfico: Squawka)

É verdade que o adversário é o fraco Burnley, que é um enorme candidato ao rebaixamento. Mas o segundo tempo ficou no bolso do Chelsea, que controlou o jogo, diminuiu o ritmo e não se desgastou para vencer. Ainda colocou em campo Didier Drogba, voltando a fazer uma partida oficial pelo clube pela primeira vez desde a final da Liga dos Campeões vencida pelos Blues, em 2012.

DANCINHA: O trote de Fàbregas no Chelsea foi ter que dançar a Macarena

Diego Costa foi uma contratação precisa para o Chelsea e deve fazer muitos gols no novo clube. Mas Fàbregas mostra que a temporada ruim no Barcelona talvez tivesse mais a ver com a posição que era escalado do que só com uma fase ruim. Jogando como meio-campista central, vindo de trás – na posição que, no Barcelona, era normalmente ocupada por Xavi -, Fàbregas se mostrou muito mais à vontade. Não é o jogador lento, burocrático e sem alma que vestia azul e grená. É um jogador enérgico, participativo. Talvez tenha a ver com a atitude, mas tem muito a ver com o uso que se faz do jogador. Mourinho parece saber bem onde escalá-lo.

O Chelsea deixou uma impressão muito boa no seu primeiro jogo. Hazard foi o jogador que desmontou a defesa com dribles – foi quem mais fez isso na partida -, tem em Fàbregas um ótimo passador, Matic é um marcador mais confiável que Mikel e tem Schürrle pelo lado, que é um jogador muito útil. Sem falar em Oscar, que apesar da atuação apagada, foi o segundo jogador que mais fez passes no jogo, e Willian, que começou no banco. Mourinho tem opções melhores do que a temporada passada. O futebol parece que será melhor também. E é bom Fernando Torres arranjar outro time para jogar, porque nesse vai ser difícil ele ter espaço.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:

– O Guia Corneteiro da Premier League 2014/15

– Torcedores vão às ruas por ingressos mais baratos na Premier League

– Aqui estão os uniformes de todos os 20 times da Premier League para esta temporada

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo