InglaterraPremier League

Destinado ao sucesso: Leicester vence e, restando seis rodadas, já abre sete pontos na liderança

Há uma clara conspiração a favor do Leicester na Premier League. Mas não precisa desconfiar de tramas nos bastidores. É o próprio destino quem parece se encarregar do ótimo momento das Raposas rumo ao título inglês, abrindo o caminho para a competência que se afirma a cada rodada. A torcida pôde abrir um sorriso no sábado, diante do tropeço do Tottenham contra o Liverpool, no jogaço de Anfield. Já neste domingo, o time de Claudio Ranieri cumpriu a sua parte ao vencer o Southampton por 1 a 0 no Estádio King Power. Mais um triunfo suado dos azuis, que saiu justamente no momento em que os visitantes eram melhores. Um jogo a menos e três pontos a mais, para aproximar o Leicester do milagre.

O clima no jogo deste domingo era especial. A torcida já tinha motivos para se alegrar com a cerveja e os donuts distribuídos gratuitamente pelo dono do clube, comemorando seu aniversário. Quando a bola começou a rolar, contudo, os seguidores do Leicester certamente experimentaram uma pitada de tensão. O Southampton era melhor na partida e se impunha no campo de ataque, colocando o time da casa contra a parede. Na melhor oportunidade, Sadio Mané saiu de frente para o gol e tirou de Kasper Schmeichel, mas Danny Simpson apareceu no meio do caminho para desviar a bola e salvar as Raposas.

Pouco depois, o imponderável funcionou para o Leicester. O time tentava atacar verticalmente, mas com pouco sucesso. E na primeira chance de gol efetiva dos anfitriões, saiu o gol decisivo. Aos 38 minutos, Wes Morgan apareceu como elemento surpresa. O zagueiro resolveu se aventurar na área, e fez a diferença. Christian Fuchs cruzou com perfeição e o capitão saltou mais alto para desviar de cabeça. Aquele tento, mais do que dar a vantagem, aumentaria a confiança do time de Ranieri para o segundo tempo.

Na volta do intervalo, o Leicester aparecia bem mais solto em campo. Errava mais do que de costume no ataque, mas também conseguia criar perigo com maior frequência. E o segundo tento só não aconteceu por conta dos milagres de Fraser Forster. O goleiro operou três grandes defesas, em especial uma diante de Danny Simpson, com a meta aberta. Enquanto isso, o empenho das Raposas ao redor de sua área mantinha a vantagem firme. Durante os minutos finais, o time da casa passou a prender a bola e a gastar o tempo. Bastou para confirmar a vitória, afastando uma cobrança de falta no último lance.

Individualmente, Kanté viveu outra atuação enorme na marcação e na ocupação de espaços, apesar de alguns passes errados, enquanto Albrighton apareceu muito bem na ponta. De qualquer forma, os heróis da ocasião foram outros. Fuchs permaneceu por anos entre os melhores laterais da Bundesliga e chegou como uma verdadeira pechincha, após o fim de seu contrato com Schalke 04. Já Wes Morgan veio ainda nos tempos difíceis de segunda divisão para se tornar a grande liderança das Raposas. Ambos com contribuição notável no gol.

O passo dado pelo Leicester neste domingo tem grande significado. Já são sete pontos de vantagem sobre o Tottenham, além de 11 para o Arsenal (que tem um jogo a menos). Restando mais seis rodadas, os líderes possuem a possibilidade de poder sofrer duas derrotas, ainda que nem queiram pensar nisso. De qualquer maneira, é um conforto que conquistaram graças à própria eficiência e regularidade. Um trabalho louvável, que também conta com sua pontinha de sorte para manter a posição soberana no topo da tabela.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo