InglaterraPremier League

Após 60 anos de United, Bobby Charlton passou a nomear um dos setores de seu Teatro dos Sonhos

O Manchester United teve grandes craques ao longo de sua história. Especialmente ao longo das últimas duas décadas e meia, com o domínio na Premier League e os sucessos europeus, o elenco dos Red Devils se tornou uma constelação. Ainda assim, os esquadrões das décadas de 1950 e 1960 permanecem ocupando um lugar especial no imaginário do clube. E nenhum jogador tem simbolismo maior do que Bobby Charlton. O meia até vestiu as cores de outros times nos últimos anos de sua carreira, mas a imagem com a camisa vermelha se eternizou. E, neste domingo, a lenda recebeu uma das maiores homenagens possíveis: passou a batizar o setor sul das arquibancadas de Old Trafford.

O tributo a Bobby Charlton tem seu motivo: neste ano, o craque completa 60 anos de sua estreia pela equipe principal. Em outubro de 1956, entrou em campo diante do Charlton, iniciando uma trajetória de 17 anos como jogador dos Red Devils. Neste intervalo, foi um dos Busby Babes e chegou a ser dado como morto, ao ser encontrado desacordado nos escombros do Desastre de Munique. Sobreviveu e saiu do hospital uma semana depois, para ajudar a reconstruir o United. Conquistou três vezes o Campeonato Inglês, uma Copa da Inglaterra e a Copa dos Campeões de 1967/68 – quando era o capitão e fez dois gols na decisão contra o Benfica. Além disso, também estrelou a Inglaterra campeã do mundo em 1966.

Com 758 partidas e 249 gols pelo Manchester United, Bobby Charlton já era homenageado em uma das entradas de Old Trafford. O meia figura em uma estátua ao lado de Dennis Law e George Best, a chamada “santíssima trindade”. Agora, se torna o primeiro ex-jogador a nomear um dos setores do estádio – seguindo Alex Ferguson, que batiza a antiga North Stand, e Matt Busby, eternizado na avenida que leva a Old Trafford. O meia, aliás, foi quem deu o famoso apelido à casa dos Red Devils: durante uma entrevista na década de 1980, o craque chamou o local de “O Teatro dos Sonhos” pela primeira vez.

Neste domingo, o batismo da antiga South Stand como Charlton Stand aconteceu diante de uma grande festa da torcida, que pintou as arquibancadas de vermelho e escreveu ‘Sir Bobby’ em um mosaico. Sem conter as lágrimas, o veterano esteve presente para receber as honrarias antes da partida contra o Everton. E o time de Louis van Gaal não decepcionou a ocasião, vencendo por 1 a 0. O gol decisivo saiu com Anthony Martial, já no segundo tempo, após boa trama coletiva. Os Toffees até tiveram chances para empatar, mas os Red Devils se seguraram. A vitória mantém o United na briga por uma vaga na Liga dos Campeões, assumindo a quinta colocação, a um ponto do Manchester City.

Aos 78 anos, Bobby Charlton permanece como uma personagem influente nos bastidores do Manchester United. Após a aposentadoria, ele seguiu fazendo parte da diretoria do clube entre 1984 e 2014, além de atuar como embaixador dos Red Devils. As homenagens, principalmente em vida, servem para ressaltar a grandeza de sua figura.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo