InglaterraPremier League

Adebayor diz que não se arrepende de deixar Man City

O atacante Emmanuel Adebayor declarou que não se arrpende de ter trocado o Manchester City pelo Tottenham, time para o qual foi emprestado até o final da temporada.

Os Citizens começaram bem a temporada e, apesar do empate no final de semana, o time ainda é o vice-líder da Premier League.

“Eu nunca me arrependo de tomar uma decisão”, disse Adebayor. “Quando eu sigo em frente, sigo em frente, como te disse. Se eu me arrepender de deixar o City, eu iria ter me arrependido de deixar o Real Madrid, eu iria me arrepender de ter deixado o Arsenal, e eu iria talvez me arrepender até de deixar o Metz, onde eu comecei. Então não tenho arrependimentos na minha vida, a vida é muito curta para se arrepender das coisas”, disse.

Elogiado no jogo contra o Liverpool, quando marcou dois gols, o jogador disse que o que faz, faz por prazer. “Tudo que eu faço é brincar, gostar do nosso jogo no gramado, e se você tem que fazer alguma coisa, faça isso de forma divertida”, afirmou Adebayor. “Hoje eu não tenho arrependimentos. Eu tenho muitos amigos lá [Manchester City] – Kolo Touré, Yayá Touré, Nigel de Jong, Abdul Rakaz – e eu ainda gosto deles, então desejo a eles o melhor”, afirmou o atacante.

Sobre defender o Tottenham depois de ter passado pelo Arsenal, quando era insistentemente vaiado, o jogador mostrou-se tranquilo e acha que isso faz parte do jogo.

“É futebol – os torcedores são apaixonados e às vezes isso é difícil para os jogadores entenderem, mas nós somos todos bons homens e nós todos cometemos erros e somos jogadores de futebol”, disse ele. “Às vezes você se sente mal e um pouco e abusado, mas no fim do dia, você sabe como é, os torcedores irão reajir e é apenas lidar com isso de forma positiva”, analisou. 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo