Ligue 1

Tuchel revela admiração por Rafinha: “Pode jogar em qualquer time do mundo”

Depois de tantas idas e vindas, Rafinha Alcântara pode ter encontrado o seu lugar no Paris Saint-Germain. Aos 27 anos, o brasileiro teve até aqui uma carreira em diversos momentos freada por lesão, falta de continuidade e pouco retorno em grandes clubes. No PSG, tem tido um bom início de passagem e, se superar os problemas físicos, pode alcançar um bom status internamente. É assim que o técnico Thomas Tuchel o vê.

Após a vitória por 3 a 1 sobre o Montpellier no sábado, o treinador exaltou de forma entusiasmada seu jogador, a quem classificou como excepcional. Tuchel afirmou acompanhar o brasileiro desde o início de sua carreira, tendo sempre mantido uma admiração pelo meio-campista.

“Quando eu era treinador do Mainz, observei uma partida sua com seu irmão, Thiago, pelo time B do Barça, e foi excepcional. Depois disso, continuei seguindo as carreiras de Thiago e Rafinha. Sempre fui fã dele (Rafinha), ele sempre jogou dando o seu máximo pela equipe. Ele tem qualidade para jogar em qualquer time (do mundo)”, avaliou.

Para Tuchel, Rafinha teve muito azar com lesões nos últimos anos. O bom futebol que tem mostrado nesses primeiros meses de PSG não é surpresa para o treinador, que diz ter no brasileiro tudo que espera de um jogador criado pelo Barcelona: “Ele é humilde, super agradável, sempre sorri nos treinamentos, dá seu máximo a cada treino. Sempre pensa na equipe, tem uma verdadeira inteligência de jogo, qualidade técnica e tática. É um jogador de altíssimo nível. Fez uma boa partida em Manchester, fez de novo um jogo extraordinário agora (contra o Montpellier), e estou muito contente por ele”.

Com uma avaliação tão positiva sobre Rafinha, Tuchel vê apenas um obstáculo final para que o brasileiro se estabeleça na capital francesa: “Agora o desafio é manter a boa saúde, porque ele oferece muito, tem um grande volume de jogo. É um jogador muito importante, e é um prazer treiná-lo”.

Desde sua chegada, como evidência da confiança de Tuchel em seu futebol, Rafinha, que firmou contrato de três anos com o PSG, participou de todos os jogos da equipe, sendo titular em seis de sete encontros pela Ligue 1 e entrando como substituto nas cinco partidas até agora da fase de grupos da Champions League. Na rodada passada, deixou sua assistência na vitória sobre o Manchester United, no Old Trafford.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo