Ligue 1

Torcida do Lorient levou o termo ‘bagre’ a sério ao protestar com 400kg de peixes podres

Em penúltimo lugar na Ligue 1, o Lorient foi alvo de um protesto diferente depois de sofrer uma goleada para o rival Brest

Os torcedores do Lorient não estão nada satisfeitos com a atual fase da equipe, que terminará 2023 em penúltimo lugar na Ligue 1, e encontraram uma forma curiosa de protestar. Após a goleada sofrida por 4 a 0 para o rival Brest na quarta-feira (20), um grupo de ultras foi até o centro de treinamento dos Merlus em Ploemeur para deixar 400kg de peixes podres.

A ação foi feita por cerca de 20 membros da organizada Merlus Ultras 1995. Além dos peixes, os torcedores também levaram uma faixa com uma mensagem forte: “Muito podre, como você”.

— Após a nova derrota vergonhosa (e o termo é gentil) da nossa equipe, uma ação é organizada após a partida por cerca de 20 integrantes. Que as pessoas que não estão preocupadas e que não respeitam a instituição do FC Lorient se afastem muito do nosso clube — escreveram os ultras no site oficial da organizada.

Importante ressaltar que a escolha por peixes podres para o protesto não foi aleatória. O Lorient tem como grande símbolo um peixe, presente até no escudo do clube. Localizada no extremo noroeste da França, Lorient é uma cidade portuária que tem a pesca como um dos principais ramos da economia. “Les Merlus”, apelido da equipe, faz referência ao peixe merluza, espécie comum na região da Bretanha.

A péssima fase do Lorient

O momento do Lorient é realmente merecedor de protestos. Com a goleada para o Brest, os Merlus não vencem há oito partidas, com seis derrotas e dois empates na sequência negativa. Na Ligue 1, conquistaram somente duas vitórias e tem 12 pontos após 17 rodadas. Na penúltima colocação, estão quatro pontos atrás do Lyon, que está em 15º lugar e é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento, e dois atrás do Toulouse, que disputaria o playoff de rebaixamento se a competição acabasse como está.

O Lorient também é disparadamente o time com a pior defesa da Ligue 1, com 35 gols sofridos até aqui. Ofensivamente, por outro lado, é quem mais marcou entre todos os oito últimos colocados na tabela de classificação, com 21 bolas na rede a favor.

Esta é a quarta temporada consecutiva da equipe laranja e preta na primeira divisão francesa. Após ter terminado em 16º nos dois primeiros anos, o Lorient ficou na décima posição na Ligue 1 passada, sua melhor colocação na elite do país desde a temporada 2013/14, quando acabou em oitavo. O técnico Régis Le Bris assumiu o comando do time em junho de 2022 e foi um dos principais responsáveis pela boa campanha, mas os recentes resultados já colocam seu futuro em xeque.

De acordo com o L’Équipe, o treinador se desentendeu com alguns jogadores no vestiário do Stade Francis-Le Blé após a goleada para o Brest. O tom forte de Le Bris depois da acachapante derrota teria incomodado o lateral-esquerdo Vincent Le Goff, vice-capitão e atleta mais velho do Lorient com 34 anos. O defensor ainda teria pedido para o comandante identificar os alvos das críticas, enquanto o técnico não hesitou e apontou para Benjamin Mendy, Jean-Victor Makengo, Isaak Touré e Romain Faivre. Os dois primeiros não gostaram nada da atitude, mas os dois últimos aceitaram sem reclamar.

O próximo compromisso do Lorient será no dia 6 de janeiro de 2024 pela fase de 32-avos de final da Copa da França. Os Merlus vão enfrentar o Sochaux, atualmente na terceira divisão do país, no Stade Auguste-Bonal, em Montbéliard.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo