Ligue 1

O técnico do Metz saiu no braço com o coordenador do Lille durante partida pela Ligue 1

Frédéric Antonetti perdeu a linha na beira do campo e ainda concedeu uma exaltada entrevista depois do jogo

O duelo entre Lille e Metz, pela Ligue 1, terminou sem gols. Em compensação, a partida seria marcada por uma lamentável briga na beira do campo. Frédéric Antonetti, treinador do Metz, saiu no braço com Sylvain Armand, coordenador esportivo do Lille. O técnico teria se irritado com as cobranças de dirigentes dos Dogues aos árbitros e também com algumas provocações. Depois de uma discussão, foi às vias de fato, já ao final do segundo tempo. Antonetti acabou expulso do jogo, em seu terceiro cartão vermelho nesta temporada do Campeonato Francês.

Antonetti deu sua versão sobre a briga, durante uma exaltada coletiva de imprensa. “Vi quatro ou cinco pessoas do Lille pedindo coisas. Isso estava colocando pressão no árbitro. Isso eu não aturo. Quando alguém me ataca, eu me defendo. Não posso aguentar pessoas que não me respeitam. Eu o empurrei para trás, nada de mau”, afirmou. “Recebi o vermelho, mas não aceitei desaforo. Sou tratado como um caipira, sei que vocês adoram um técnico bonzinho”.

“Você acha normal que o presidente do Lille e outros dirigentes estejam na área técnica, a dois metros de mim, colocando pressão no quarto árbitro? O que eles estão fazendo ali? Eles falaram mal de mim. Tenho 60 anos de idade, não quero que as pessoas falem mal de mim. Certamente eu cometi um erro, sou impulsivo. Mas eu sei que no fundo tenho razão. Não me importo com o resto. Se eles não tivessem vindo à minha área técnica, o incidente ocorreria? Eles não tinham nada que fazer lá”, complementou Antonetti.

Antonetti é o sexto treinador com mais partidas comandadas na Ligue 1. Nascido na Córsega, ele atuou no Bastia e teve duas passagens no comando do clube. Também dirigiu Saint-Étienne, Nice e Rennes. Entre 2015 e 2016, comandou o próprio Lille. Já sua relação com o Metz começou em 2018, conquistando o acesso no ano seguinte, e essa é sua segunda passagem à frente da equipe.

Dentro de campo, o jogo não ofereceria muito. As duas equipes só acertaram uma finalização no gol durante os 90 minutos e o 0 a 0 prevaleceu. O Lille teve mais iniciativa, mas encontrou dificuldades para converter suas chances e ainda terminou com um jogador a menos, após a expulsão de Edon Zhegrova. Os Dogues ocupam a nona colocação na tabela, com 36 pontos, e perdem a chance de entrar na zona de classificação às copas europeias. O Metz é o antepenúltimo, com 21 pontos, na zona dos playoffs contra o descenso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo