Ligue 1

O PSG cedeu o empate contra o Rennes e agora vê o Lille abrir três pontos de vantagem na liderança

Ainda sem Mbappé, PSG fez uma partida ruim e ainda correu o risco de tomar a virada nos minutos finais

A Ligue 1 atravessa uma de suas temporadas mais palpitantes, com quatro times competindo até a reta final e entrando na penúltima rodada com chances de título. O momento, de qualquer forma, leva a crer que o Lille poderá reconquistar o troféu após dez anos de hiato. Os Dogues derrotaram o Lyon há duas semanas e depois viram o Monaco ficar para trás. Já neste domingo, foi a vez do Paris Saint-Germain derrapar e se distanciar um pouco mais dos líderes. Os parisienses visitaram o Rennes e cederam o empate por 1 a 1. Neste momento, o Lille abre três pontos na liderança e poder ser campeão já no próximo final de semana.

O Lille derrotou o Lens na sexta-feira e assistiu ao desenrolar da rodada. Lyon e Monaco até venceram, mas representam uma ameaça bem mais distante a essa altura. O interesse se concentrava no PSG, que visitava o Rennes e poderia reduzir a diferença novamente para um ponto. Foi uma semana agitada na capital, com a eliminação na Champions League, mas também com o anúncio da renovação de Neymar. Só que o fim da epopeia continental não gerou necessariamente uma urgência maior pela missão no Campeonato Francês.

O Rennes não atravessa seu melhor momento, mas é um adversário de respeito, que chegou a tirar uma Copa da França do PSG há duas temporadas. Durante o primeiro tempo, os parisienses ficavam mais com a bola e chegavam ao ataque, mas não tinham muita precisão nas finalizações. Quando Ander Herrera e Ángel Di María acertaram o alvo, o goleiro Alfred Gomis realizou boas defesas na meta rubro-negra. Já a principal chance do Rennes aconteceu aos 29. Keylor Navas fez uma linda defesa e, na sequência, Sehrou Guirassy teve um gol anulado por impedimento. Moise Kean também viu um tento anulado pouco depois.

Foi apenas nos acréscimos do primeiro tempo que o PSG abriu o placar. Depois de um cruzamento de Di María, Layvin Kurzawa chutou e isolou. Todavia, na disputa, Nayef Aguerd acabou acertando a sola na canela do lateral. A marcação da falta era bem discutível, mas a arbitragem resolveu dar o pênalti depois da revisão no monitor. Neymar foi para a cobrança e bateu rasteiro. Alfred Gomis esperou o chute e até tocou na bola, mas não conseguiu defender por pouco.

O segundo tempo teria uma atuação mais ofensiva do Rennes. O Paris Saint-Germain tentava administrar a vantagem e poderia ter aumentado aos 11, numa jogadaça entre Neymar e Julian Draxler, mas o alemão bateu para fora. Kean também teria um chute perigoso na sequência. A partir dos 20, a ameaça do Rennes se tornou concreta. Keylor Navas já tinha evitado o empate de Flavien Tait com uma defesa no cantinho, até que o gol rubro-negro viesse na sequência, aos 25. Depois da cobrança de escanteio, Guirassy saltou no meio da área e cabeceou uma bola que ainda tocou na trave antes de entrar.

Depois disso, o PSG não conseguiu exercer uma pressão concreta pelo segundo gol. Neymar teve uma atuação morna, enquanto Mauro Icardi não surtiu muito efeito ao sair do banco. Kylian Mbappé, outra vez ausente por lesão, fez falta aos parisienses. A equipe parava na defesa adversária e terminou a segunda etapa com apenas três finalizações, só uma depois do empate. Para piorar, aos 43, Presnel Kimpembe deu um carrinho duríssimo na lateral e recebeu o vermelho. No fim, o Rennes ainda poderia ter virado e criou algumas oportunidades, mas Navas evitou o pior.

O Paris Saint-Germain se mantinha na cola do Lille depois de perder o confronto direto há seis rodadas. Entretanto, a série de quatro vitórias do time foi interrompida neste domingo e permite que os Dogues se aproximem da taça, com 79 pontos contra 76 do PSG. Ainda que o saldo de gols dos parisienses seja maior, a vantagem de três pontos dá ao Lille o luxo de empatar algum de seus dois últimos compromissos. Os líderes recebem o Saint-Étienne no próximo final de semana, antes de encerrarem a campanha visitando o Angers. Já o PSG recebe o Stade de Reims e depois visita o Brest. Numa campanha de tantos deslizes do clube da capital, esse é um dos mais duros. O Rennes, na sétima colocação com 55 pontos, ainda briga pela Conference League.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo