Ligue 1

Mbappé e Falcao decidem de novo: Monaco bate o Lyon fora e recupera a liderança

O Monaco entrou em campo neste domingo pressionado. Pela primeira vez nesta Ligue 1, o Paris Saint-Germain assumiu o topo da tabela, após vencer o Montpellier por 2 a 0 no sábado. Tudo bem que os parisienses tinham dois jogos a mais que os monegascos naquele momento. De qualquer maneira, o compromisso do time de Leonardo Jardim era bastante delicado. Visitariam o Lyon, que não faz campanha tão boa no campeonato nacional, mas ganhou moral pela enorme classificação diante do Besiktas na Liga Europa e venceu o jogo do primeiro turno no Louis II. Mas, no confronto entre semifinalistas continentais, melhor para aquele que é de Champions: 2 a 1 para os alvirrubros, em nova noite decidida por seus vorazes atacantes.

A partida no Parc Olympique Lyonnais ofereceu uma dificuldade menor do que se poderia prever. Afinal, o Lyon preferiu dar um descanso a boa parte de seus titulares, já que o time não possui grandes pretensões na Ligue 1, sem a possibilidade de figurar na zona de classificação à Liga dos Campeões. Assim, o Monaco resolveu o jogo em dez minutos intensos antes do intervalo.

Radamel Falcao García abriu o placar aos 36, completando de cabeça na pequena área. Pouco depois, Bernardo Silva fez mágica na entrada da área e ludibriou dois marcadores, mas carimbou o travessão. Até que, aos 44, Kylian Mbappé reforçasse sua imagem como fenômeno. O garoto partiu em velocidade, cortou Mouctar Diakhaby e finalizou. Com 17 gols nas últimas 17 partidas, o atacante se tornou o mais jovem jogador neste século a atingir a marca de 14 tentos em uma das cinco grandes ligas nacionais, superando Wayne Rooney. Já no segundo tempo, o Lyon descontou com Lucas Tousart.

O Monaco soma os mesmos 80 pontos que o PSG, mas com um jogo a menos ao final da rodada. Além disso, possui vantagem ampla no principal critério de desempate, o saldo de gols: 64 a 48. A disputa será ponto a ponto, mas o momento do time de Leonardo Jardim é excelente, com sete vitórias seguidas e 15 partidas de invencibilidade. Serão mais cinco decisões, precisando conciliar com os outros objetivos na Copa da França e na Liga dos Campeões. De qualquer forma, a cada atuação, os alvirrubros reforçam o seu potencial para erguer a taça pela primeira vez desde 1999/00.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo