Ligue 1

Leonardo, diretor do PSG: “Todos os clubes hoje precisam vender para poder comprar”

Diferentemente de janelas passadas, o PSG não está sendo um dos protagonistas do atual mercado de verão europeu. Além da compra definitiva de Mauro Icardi e Sergio Rico, os parisienses não fizeram movimentação por nenhum outro jogador, e Leonardo, diretor esportivo do clube, explicou a situação: será preciso vender antes de pensar em comprar.

[foo_related_posts]

Leonardo foi o convidado especial do programa Canal Football Club, da emissora Canal+, na noite de domingo (6), e falou sobre os planos do PSG para o atual mercado de transferências. O tema já era natural devido ao momento, mas ganhou mais importância depois de Kylian Mbappé dizer publicamente que a equipe precisava de reforços.

“É preciso comprar jogadores. Espero que haverá bons reforços e que possamos começar a temporada com o objetivo de sermos melhores do que na temporada passada”, pressionou o atacante francês em entrevista ao canal TF1.

Leonardo, por sua vez, reconheceu as necessidades da equipe, mas adotou cautela, levando em conta o momento financeiro delicado devido à crise do Coronavírus. “Temos uma lista e temos prioridades. Temos um mês, até 5 de outubro (para o fechamento da janela). Se o Kylian diz isso, é porque ele sabe que pensamos a mesma coisa. O PSG é sempre ambicioso. Mas há situações óbvias e precisamos lidar com elas.”

“Hoje, antes de dar um passo, precisamos ver como o daremos, é tudo milimétrico. Temos necessidades, está claro. Precisamos de um lateral direito”, completou, em referência à posição que ficou carente depois da saída de Thomas Meunier para o Borussia Dortmund.

“Todos os clubes hoje precisam vender para poder comprar. Existe o Fair Play Financeiro. Fizemos um grande investimento no Icardi. Precisamos ser criativos. Precisamos pensar nas vendas. Temos uma equipe de nível muito alto”, disse Leonardo, antes de indicar que o elenco parisiense estaria muito inchado.

“Hoje, não vamos contratar dez jogadores. Podemos também falar de trocas. Temos 29 jogadores, é muito. Talvez precisemos fazer duas ou três coisas, mas a base existe.”

Segundo a imprensa francesa, um dos jogadores que poderiam deixar o PSG na tentativa do clube de fazer caixa é Julian Draxler, que não faria parte dos planos do técnico Thomas Tuchel. Alphonse Aréola, segundo o L’Équipe, é outro que estaria na “vitrine”, enquanto Idrissa Gueye não seria impedido de sair caso uma boa proposta chegasse.

Diferentes veículos franceses afirmam que o PSG precisa arrecadar cerca de € 60 milhões em vendas para amenizar as perdas devido ao Coronavírus, que podem chegar a € 100 milhões no exercício de 2020/21, de acordo com o L’Équipe.

O momento de transição logo após a melhor campanha do clube na Liga dos Campeões é um relativamente delicado, em termos de montagem de elenco. Como reconhecido por Mbappé e Leonardo, é preciso se reforçar, mas o momento pede por vendas, ao mesmo tempo em que o clbube lida com saídas sem contrapartida: além de Meunier, Cavani, Thiago Silva e as jovens promessas Adil Aouchiche e Tanguy Kouassi deixaram o clube ao fim de seus vínculos.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo