Ligue 1

França veta liberação de jogadores para compromissos por seleções fora da União Europeia

Em comunicado publicado nesta quarta-feira (17), a Liga de Futebol Profissional (LFP), responsável pela Ligue 1 e Ligue 2, anunciou que seus clubes não irão liberar jogadores para compromissos por seleções fora da União Europeia na próxima data Fifa, neste fim de março, devido a restrições de viagem atualmente em vigor em diversos países europeus, em medida para conter o avanço da pandemia de Coronavírus.

A LFP consultou representantes dos 40 clubes das duas primeiras divisões francesas, e todos, de forma unânime, votaram para vetar a liberação para partidas fora da União Europeia ou do Espaço Econômico Europeu. Clubes como Brest, Metz, Nantes e Dijon já haviam expressado sua contrariedade em liberar os atletas.

Em circular publicada em 5 de fevereiro, a Fifa já havia retirado a obrigação dos clubes de liberar jogadores para suas respectivas seleções nos casos em que as autoridades governamentais do país impusessem um confinamento de cinco ou mais dias após retorno de compromissos pela seleção.

A Ligue 1 é a primeira das cinco grandes ligas a adotar uma proibição expressa do tipo. Ainda assim, segundo a AFP, a LFP buscou evitar este cenário, reunindo-se diversas vezes com a Uefa e o governo local para tentar entrar em acordo para que os jogadores fossem isentos do isolamento ao voltar ao país após respeitar um protocolo sanitário restrito durante o período com suas respectivas seleções.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo