Ligue 1

Dembélé assinou uma obra de arte e o Lyon virou para cima do Olympique aos 44 do 2° tempo

Em jogo suspenso anteriormente por agressão a Payet, o Lyon cresceu no segundo tempo e conseguiu uma vibrante vitória

O duelo entre Lyon e Olympique de Marseille não terminou em sua data original, depois que uma garrafa de água atirada pela torcida dos Gones atingiu Dimitri Payet logo aos quatro minutos e provocou a suspensão da partida. Nesta terça-feira, dois meses depois, finalmente as duas equipes puderam disputar os 90 minutos no Estádio Groupama, com arquibancadas vazias. E a noite rendeu um jogo emocionante, com uma vitória do Lyon arrancada na unha. Os marselheses até saíram em vantagem, mas o time de Peter Bosz cresceu no segundo tempo e buscou a virada por 2 a 1. O gol decisivo, de Moussa Dembélé, seria lindíssimo. Veio com drible e toque por cobertura, para sacramentar o resultado aos 44 do segundo tempo.

O Olympique de Marseille pressionou no início e abriu o placar aos dez minutos. Anedoticamente, o gol surgiu num escanteio cobrado por Payet, bem na bandeirinha onde tinha sido atingido. O meia cruzou fechado rumo ao primeiro pau e Matteo Guendouzi desviou, para vencer Anthony Lopes. O Lyon teve a chance do empate pouco depois, mas Pau López fechou o ângulo de Malo Gusto. Os Gones tinham dificuldades e pareciam sentir as ausências de Lucas Paquetá e Karl Toko Ekambi, com suas seleções. Por mais que o duelo fosse corrido, com muitas escapadas em velocidade, as defesas conseguiam evitar grandes chances.

O segundo tempo recomeçou equilibrado, mas o Lyon melhorou com o passar dos minutos. Xherdan Shaqiri era muito participativo e Moussa Dembélé também deu mais presença ofensiva ao sair do banco. O Olympique poderia ter matado o jogo num contra-ataque batido para fora por Cengiz Ünder, e isso custou caro. Pau López começou a ser bem mais exigido nas saídas de gol e via os adversários martelarem, até que o empate surgisse aos 31 minutos. Malo Gusto cruzou da direita e Shaqiri leu muito bem a jogada. Apareceu livre na área e, sem nem saltar, deu a cabeçada no canto.

O Lyon não diminuiu o ritmo depois disso e seguiu melhor, apesar das tentativas do Olympique para responder. Dembélé quase marcou um golaço de bicicleta aos 40, mas o chute arrojado saiu para fora. E a arte do atacante logo viria, aos 44. Shaqiri encontrou o companheiro com um lançamento. Dembélé dominou com o peito do pé e, com um toque, girou para deixar William Saliba no vácuo, com um lindo drible. O atacante ficou de frente com Pau López e deu um toque sutil, por cobertura, para completar sua pintura. Vitória muito comemorada, pelos efeitos que tem na tabela.

O resultado atrapalha as pretensões do Olympique de Marseille, que fica na terceira posição. Os celestes somam 40 pontos, dois a menos que o Nice, mas pelo menos sustentam uma vantagem de cinco pontos dentro da zona de classificação à Champions League. Já o Lyon salta quatro posições na tabela. Os Gones estão em sétimo, com 34 pontos, só um ponto atrás do quarto colocado e no páreo pelas copas europeias.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo