Europa

Um gol pela Escócia

O Rangers garantiu vaga para as oitavas de final da Liga Europa ao empatar em 2 a 2 com Sporting, na quinta-feira passada, pela partida de volta. Depois de ficar no 1 a 1 no jogo de ida, realizado no estádio Ibrox, a vaga foi decidida pelo critério de gols fora de casa. A classificação dos Gers não significou apenas a permanência de um time britânico (excluindo os ingleses) em uma competição europeia. O impacto do avanço afeta toda Escócia e, principalmente, o rival Celtic.

O país todo comemorou o gol de empate de Maurice Edu, que balançou as redes contra os portugueses aos 47 do segundo tempo. Isso porque, com a classificação do Rangers, houve alteração no ranking da Uefa e a Escócia terá mais uma vaga na Liga dos Campeões de 2012/13. Beneficiada pela eliminação de todos os times suíços na LE, a Escócia ocupa a 15ª colocação do ranking e não tem mais chance de ser ultrapassada pela Suíça, uma posição abaixo. O país que fica em 16º lugar tem o direito de enviar um time para a Liga dos Campeões e até três para a Liga Europa. Já quem termina em 15º pode ter até dois representantes na LC e até três na LE.

Traduzindo, na temporada 2012/13 a Escócia poderá ter cinco equipes em competições europeias. Levando em consideração que a Premier League Escocesa tem 12 times, isso significaria que um terço dos clubes que compete no nacional tem chance de disputar um torneio continental, junto com o campeão da Copa da Escócia. Como o país conta com a hegemonia da Old Firm, os dois clubes de Glasgow poderiam pintar na Liga dos Campeões de 2013.

Se passarem pelas preliminares e chegarem à fase de grupos, garantem milhões na receita. Por exemplo, levando em consideração os prêmios da Uefa sobre a participação na Liga dos Campeões desta temporada, um time que disputa a fase de grupos já recebe, automaticamente, € 3,9 milhões mais € 550 mil para cada partida jogada. Ou seja, o time já embolsa € 7,2 milhões. Fora o bônus de € 800 mil por cada vitória e € 400 mil por empate, além do dinheiro vindo de bilheteria, direito de transmissão, patrocínios… Pode-se calcular que o Rangers ganhou, pelo menos, € 9,2 milhões da Uefa pelo desempenho na LC de 2010/11 (uma vitória, três empates e duas derrotas).

Esses milhões referentes à participação em uma copa europeia fazem diferença no orçamento de um clube escocês. Tanto que o Celtic argumenta que a grande responsável pelo clube ter tido um volume de negócios entre os meses de julho a dezembro de 2010 menor que o mesmo período em 2009 foi a eliminação na Liga dos Campeões e na Liga Europa, em ambos na fase preliminar. Em nota assinada pelo presidente do Celtic, John Reid, e publicada no último mês, os Bhoys afirmam que a receita nos últimos seis meses de 2010 foi de € 33,4 milhões, sendo que em 2009 o valor foi de € 42,5 milhões.

Além disso, esses milhões depositados na conta de um time escocês poderia ser utilizado para reforços. O maior destaque do atual Campeonato Escocês deixou o país para jogar no Bursaspor. O clube turco contratou Kenny Miller na última janela de transferência pelo valor de € 471 mil. Ou seja, não é muito difícil se reforçar com um jogador que atua na própria Escócia.

Como se pode perceber, a classificação do Rangers não foi apenas comemorada pelos torcedores dos Gers. O Celtic e os outros times da Premier League Escocesa também agradecem o Rangers.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo