Europa

Técnico da Escócia nega ter liberado álcool aos jogadores

O técnico da seleção escocesa, Craig Levein, negou ter liberado os jogadores para consumirem bebidas alcoólicas durante o período de treinamentos na Espanha.

A Escócia está concentrada em La Manga para o jogo de domingo contra o Brasil, no estádio Emirates, em Londres. Levein afirmou ter dado tempo livre aos jogadores para se divertirem nos primeiros dias, mas afirmou não ter feito qualquer menção a álcool.

“Não foi isso que eu disse”, comentou o treinador ao ser questionado sobre a suposta permissão. “O que eu disse foi que os jogadores teriam uma oportunidade para relaxar. Estou em uma posição de confiança mútua com este grupo de atletas. Não mencionei álcool”.

“Tenho que confiar no fato de serem atletas profissionais que sabem cuidar de si mesmos. Não tive nenhuma situação para me preocupar”, argumentou.

Levein disse que a viagem à Espanha foi planejada justamente para intensificar a união do elenco, e se disse satisfeito com os resultados: “Eles gostam da companhia uns dos outros. Presto atenção especial em como eles se sentam nas refeições, quem se entrosa com quem”.

“Nossos jogadores mais experientes são ótimas figuras. Eles gostam de fomentar boas relações com os mais jovens”, lembrou.

A proibição foi imposta por Levein na seleção escocesa em março de 2010, por causa de problemas com consumo de álcool em outras ocasiões. Em 2009, o meia Barry Ferguson e o goleiro Allan McGregor foram banidos da seleção após exagerarem na bebida após um jogo contra a Holanda. Na época, a Escócia era dirigida por George Burley.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo