Europa

Sem tradições europeias

Os britânicos não tiveram os resultados que desejavam nas partidas das eliminatórias da Eurocopa. Nem Escócia, nem País de Gales, nem Irlanda, nem Irlanda do Norte venceram as partidas dos dias 8 e 12 de outubro. O resultado disso é que nenhuma equipe lidera o seu respectivo grupo. Corre-se o risco de que a Euro 2012 não tenha um representante britânico sequer (Escócia, País de Gales, Irlanda e Irlanda do Norte).

Vale lembrar que só o primeiro colocado de cada chave e a melhor segunda colocada classificam-se automaticamente para a competição. As outras oito segundas colocadas disputam uma das quatro vagas restantes.

Os escoceses perderam os dois jogos, mesmo atuando com um esquema defensivo nas duas partidas. Contra a República Tcheca na sexta-feira passada, o treinador Craig Levein escalou a equipe no esquema 4-6-0. Os dez jogadores de linha da Escócia ficavam na grande área ou próximos a ela quando os tchecos estavam no ataque. Não partindo para cima do adversário e vendo a seleção do Leste Europeu criando jogadas para abrir o placar, a Escócia foi derrotada por 1 a 0 com um gol de Roman Hubník.

Quatro dias depois, os escoceses enfrentaram, em Glasgow, a atual campeã mundial e europeia, a Espanha. Usando também um sistema retranqueiro, no esquema 4-5-1, em que havia pelo menos seis atletas protegendo a grande área quando a Roja ameaçava as metas dos britânicos, a Escócia perdeu por 3 a 2. Dessa vez, os escoceses se defenderam, mas buscavam o gol por meio dos contra-ataques. Já os espanhóis tiveram dificuldades de entrar na grande área e tentavam os passes longos.

Os espanhóis chegaram a ter a vantagem de 2 a 0, com gols de David Villa (que chegou assim a marca de 44 gols, igualando Raúl González, e tornando-se o maior artilheiro da seleção espanhola de todos os tempos) e de Andrés Iniesta. Os donos da casa conseguiram empatar com Steven Naismith e com o gol contra de Gerard Piqué. Mas Fernando Llorente fez o gol da vitória.

Com as duas derrotas, a Escócia está em terceiro no Grupo I com quatro pontos em quatro jogos. A Espanha lidera a chave com 100% de aproveitamento, tendo conquistado três vitórias em três partidas. A República Tcheca está em segundo lugar com seis pontos em três jogos. Lituânia, com quatro pontos, e Liechtenstein, sem ter pontuado em três partidas, ocupam as últimas posições.

Quem também perdeu as duas partidas foi o País de Gales. No último dia 8, os galeses foram derrotados em casa pela Bulgária, do técnico Lothar Matthäus, por 1 a 0. Já no dia 12, a seleção galesa foi goleada por 4 a 1 pela Suíça. A situação de País de Gales é complicada, já que os britânicos são os lanternas do Grupo G, sem ter pontuado em três jogos. Montenegro lidera a chave com 10 pontos em quatro jogos, seguido de Inglaterra que conquistou 7 pontos em três partidas. Suíça e Bulgária têm três pontos.

Já a Irlanda do Norte, depois de ter conseguido em casa um empate sem gols com a Itália na sexta-feira, ficou no 1 a 1 com com as Ilhas Faroe na terça-feira e foi para cinco pontos em três partidas. Os britânicos estão na terceira posição do Grupo C, que tem a Itália como líder com sete pontos em três jogos e a Eslovênia em segundo na classificação, com a mesma pontuação que a Squadra Azurra, mas com um jogo a mais. Sérvia, Estônia e Ilhas Faroe ocupam, respectivamente a quarta, quinta e última colocação.

A Irlanda, que liderava o Grupo B com 100% de aproveitamento antes das partidas dos dias 8 e 12 de outubro, agora é a terceira colocada com sete pontos. Os irlandeses perderam em casa para a Rússia por 3 a 2, na última sexta-feira, e empataram em 1 a 1 com a Eslováquia. Após essas partidas, a Rússia é a primeira da chave com nove pontos. O Grupo B está embolado já que, além de Irlanda, Armênia e Eslováquia conquistaram sete pontos. A Macedônia vem em quinto com quatro pontos e Andorra é o último sem ter pontuado em quatro jogos.

Analisando as últimas partidas, é evidente que os quatro países não poderão mais torpeçar caso queiram disputar a Eurocopa de 2012. Com exceção de País de Galês, que não pontuou ainda e só com um milagre para reverter a situação, as seleções de Escócia, Irlanda e Irlanda do Norte têm chances reais de brigar pela segunda posição da chave.

Participação britânica na Eurocopa

A última vez que um desses quatro países britânicos disputou a Euro foi em 1996, quando a Escócia participou da fase de grupos, mas os escoceses não conseguiram passar da primeira fase. A Escócia também esteve presente na edição de 1992 e a equipe foi eliminada na fase de grupos.

A Irlanda competiu a Eurocopa em 1988 e foi eliminada na primeira fase. Irlanda do Norte e País de Gales ainda não tem no currículo a participação em Euros.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo