Europa

Rangers pode voltar ao topo na Escócia com dinheiro de dono do Phoenix Suns

O Rangers pode ter um novo dono a partir de fevereiro. Em dificuldades financeiras depois de sair da quarta divisão e chegar à segunda nesta temporada – tudo por causa da crise que levou o clube à falência -, o time precisa de um novo investidor. Robert Sarver, dono do Phoenix Suns, consultou o Rangers para fazer uma proposta pela compra do clube, segundo informado à bolsa de valores.

ENTENDA: Rangers terá que recomeçar na quarta divisão escocesa

Segundo a ESPN britânica, Server tem uma proposta de £ 18 milhões (US$ 27,5 milhões) para comprar ações que dão direito a controle do clube de Glasgow. O interesse foi confirmado pelo próprio clube nesta segunda-feira. “O clube observa a especulação recente da imprensa e confirma que recebeu uma consulta de Robert Sarver [ou um veículo a ser estabelecido e controlado por ele] que podem ou não levar a uma oferta feita pelo clube”, diz um comunicado do clube. “Não há certeza que alguma oferta será feita, nem os toermos em que a oferta será feita. Um outro anúncio é esperado em breve”. A oferta deve ser feita até o dia 2 de fevereiro.

Segundo a fonte consultada pela ESPN, Sarver  quer investir uma quantia significativa de dinheiro no Rangers para recuperar o time. Primeiro, voltar à primeira divisão – atualmente o time é segundo colocado na segundona. Ainda de acordo com a ESPN, o contato começou com David Robertson, zagueiro escocês que atualmente mora em Phoenix e treinou os filhos de Sarver. Sim, futebol é um esporte bastante praticado nos Estados Unidos.

Para ter o controle do clube, ao menos 75% dos acionistas teria que concordar com emissão de novas ações a um alguém que não é acionista em uma assembleia geral. O ex-diretor do clube, David King, comprou mais ações do clube e chegou a 14,57% das ações do clube. Um grupo chamado de Three Bears, composto por Douglas Park, George Letham e George Taylor, é responsável por 19% das ações. São os maiores acionistas dos clube no momento.

Seria importante para o futebol escocês voltar a ter o Rangers forte. Nesta temporada, o Hearts está passeando na segunda divisão e deve voltar com tranquilidade. O Hibernian, que foi rebaixado junto com o Hearts na temporada passada, é o terceiro, atrás justamente do Rangers. Só dois times são promovidos à primeira divisão e só um deles de maneira direta. Segundo, terceiro e quarto disputam um playoff por um lugar na princhipal divisão do país.

ATUALIZAÇÃO, 7/01/2014 – 08h52

A diretoria do Rangers não aceitou a proposta de Robert Sarver para controlar o clube. Consideraram os £ 18 milhões propostos por ele um valor muito baixo para esse fim. As conversas continuarão, mas o cenário mais provável neste momento é que grupos de torcedores continuem tendo maior participação. Se a situação se complicar – há o temor do clube entrar em concordata e correr risco de falir novamente -, o investimento de Sarver pode novamente ser considerado.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:
– The Rangers, o recomeço do gigante
– O que o futebol tem a ver com o referendo de independência da Escócia

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo