Europa

Por causa da violência nos estádios e da pandemia, Campeonato Belga bane torcidas visitantes até o fim da temporada

Pandemia pareceu apenas uma desculpa da liga quanto à ingerência das autoridades, após episódios de violência

O Campeonato Belga não terá público visitante até o final da temporada, tanto na primeira quanto na segunda divisão, assim como na Copa da Bélgica. A decisão foi tomada levando em conta o aumento de casos do coronavírus, mas principalmente os incidentes ocorridos nas arquibancadas durante a rodada do fim de semana. Confusões envolvendo torcedores ocorreram nos jogos entre Standard de Liège x Charleroi e Beerschot x Royal Antuérpia. Embora as torcidas visitantes tenham sido atacadas em ambos os casos, a liga local tomou a decisão extrema de limitar o público em geral – e penalizar quem não tem nada a ver com isso.

Um dos maiores campeões do país, o Standard de Liège faz campanha sofrível e ronda a zona de rebaixamento. Neste domingo, a equipe perdeu em casa para o Charleroi por 3 a 0. Durante os minutos finais, a torcida perdeu a paciência. Passou a atirar sinalizadores e objetos no gramado, o que provocou a paralisação. Os jogadores tentaram pedir calma, o que atiçou ainda mais os ultras. O árbitro, então, resolveu dar o jogo por encerrado. Torcedores invadiram o gramado e atiraram sinalizadores no setor visitante, gerando mais brigas.

Algo parecido aconteceu no clássico entre Beerschot e Royal Antuérpia. Os violetas ocupam a lanterna e perderam o dérbi em casa por 1 a 0, em resultado que manteve o Antuérpia na vice-liderança. No meio do segundo tempo, um torcedor atravessou o campo e atirou um sinalizador no setor do Royal Antuérpia. Por conta da invasão, o jogo foi paralisado e depois retomado. Depois do apito final, ultras do Beerschot invadiram o gramado e ocorreram alguns confrontos com torcedores visitantes.

Os próprios clubes se manifestaram depois dos incidentes. O Standard vai fechar um dos setores das arquibancadas e não venderá ingressos avulsos, mantendo o direito apenas a donos de carnês de temporada. Já o Beerschot promete uma investigação sobre as falhas na segurança e também realizará uma punição individual ao homem que invadiu o campo. Já a liga condenou o “comportamento criminoso” e tomou a medida mais extrema de proibir torcedores visitantes até o final da temporada.

“A análise das medidas quanto à Covid, bem como uma política de segurança mais ampla, foram discutidas. Após consulta, o conselho administrativo decidiu não permitir torcedores visitantes nas partidas da liga a partir da próxima rodada, até o fim da temporada. Essa medida vai iniciar um período de reflexão em torno dos nossos jogos e suspender viagens dos torcedores visitantes, o que também terá um impacto sobre a circulação do vírus”, declarou a liga.

Vale lembrar que o Campeonato Belga encerrou por antecipação suas atividades em 2019/20, por conta da pandemia. Mas, ainda que a justificativa quanto ao vírus faça sentido, ela parece apenas uma desculpa quanto à violência nos estádios. As autoridades locais lavam as mãos quanto à própria incompetência e falta de controle, enquanto ganham tempo para buscar respostas. Pior aos torcedores, a maioria absoluta sem ter nada a ver com a violência, que acabam penalizados por uma decisão radical e alheia às arquibancadas.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo