Champions LeagueEuropa

Primitivo? Tem time na LC que sacrifica animal para atrair sorte

A Liga dos Campeões é o torneio mais cheio de pompa do futebol mundial. Grandes craques, estádio suntuosos, clubes milionários. Ainda assim, ela não está distante de práticas um tanto quanto primitivas. As preliminares contam com times de toda a Europa e o Shakhter Karaganda, campeão cazaque, resolveu fazer um rito tradicional antes do jogo decisivo.

Chegar aos playoffs é um feito e tanto para o Shakhter, já na melhor participação de um clube de seu país na Champions. No entanto, o favoritismo é todo do Celtic na tentativa de avançar à fase de grupos. Para reverter os prognósticos e ter boa sorte, então, os cazaques decidiram sacrificar um carneiro antes do treino de reconhecimento da Astana Arena, onde o jogo de ida acontecerá nesta terça.

Sim, o ritual aconteceu dentro do estádio. Mais especificamente, no túnel de acesso ao gramado. Essa história toda pode parecer folclore, mas foi confirmada pelo próprio treinador do Shakhter, Viktor Kumykov. “Esse é um jogo importante e nós decidimos não romper essa tradição. É muito importante para nós. Eu não gostaria de comentar os detalhes”.

Já Neil Lennon, treinador do Celtic, manteve o discurso de respeito à diversidade religiosa: “Você precisa respeitar isso. É uma cultura diferente. Os jogadores têm suas próprias superstições. Nós temos um grupo muito diverso de atletas, de várias partes do mundo, diferentes religiões e você respeita isso. Todos têm sua maneira de se preparar para o jogo”.

Independentemente da reação do outro lado ou dos protetores dos animais, o Shakhter espera que o ritual garanta um feito histórico na Liga dos Campeões. Se avançar, o time será o mais asiático no tradicional torneio europeu. E, segundo o jornalista Chris McLaughlin, da BBC, os torcedores ainda prometem correr pelados pelas ruas de Karaganda em caso de vitória sobre o Celtic. Pelo visto, não faltarão episódios interessantes a um dos candidatos mais peculiares à fase de grupos da LC.

O túnel onde o carneiro foi sacrificado (Foto: Chris McLaughlin)
O túnel onde o carneiro foi sacrificado (Foto: Chris McLaughlin)

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo