Europa

O Rangers termina de coroar uma temporada suprema contra o Celtic, ao aplicar sua maior goleada na Old Firm em 21 anos

Neste domingo, o Celtic teria sua última chance de lavar a honra na temporada contra o Rangers. Os alviverdes perderam a chance do decacampeonato escocês, vendo os rivais sobrarem na tabela, e ainda foram eliminados por eles na Copa da Escócia. Sem uma vitória sequer na Old Firm desde dezembro de 2019, os Bhoys poderiam ao menos impedir a conquista invicta do time de Steven Gerrard. Mas não foi isso que aconteceu, muito pelo contrário: os Gers golearam os rivais por 4 a 1 no Estádio Ibrox, em sua maior vitória no clássico desde dezembro de 2000. Parece o desfecho perfeito para que os Teddy Bears demarquem uma temporada tão especial, depois de sua reconstrução a partir da quarta divisão.

O Rangers já tinha vencido três dos quatro clássicos disputados nesta temporada. O único empate aconteceu em Parkhead, quando o Celtic precisou receber os recém-empossados campeões. Além disso, nas oitavas de final da Copa da Escócia, os Teddy Bears também se deram melhor e despacharam os alviverdes – ainda que tenham sucumbido na fase seguinte, caindo nos pênaltis para o Saint Johnstone. Já que a dobradinha nacional não era mais possível, o time de Steven Gerrard foi descontar sua raiva na Old Firm e aplicou uma goleada que seus torcedores não viveram por duas décadas.

Destaque na vitória anterior, Kemar Roofe também comandou o Rangers em Ibrox. O atacante abriu o placar aos 26 minutos do primeiro tempo, desviando um chute no meio do caminho. No mesmo lance, o Celtic ainda viu Callum McGregor ser expulso com o segundo amarelo. Odsonne Édouard até empatou para os visitantes aos 30, mas Alfredo Morelos já recolocou os Gers em vantagem aos 33, num míssil de dentro da área. Já na segunda etapa, a vantagem numérica pesou e o time de Gerrard teve mais gás. De cabeça, Roofe marcou mais um aos 17. Coube então ao interminável Jermaine Defoe cravar a última estaca, com o quarto gol de sua equipe nos acréscimos. O tento do veterano, aliás, foi o mais bonito: ele deixou o marcador no chão antes de finalizar.

A goleada deste domingo, embora rara nos últimos anos, passa longe de ser a maior do Rangers na Old Firm. Os Teddy Bears já enfiaram 5 a 0 sobre os rivais em 1893 e 1894. Além disso, são dez vitórias por quatro gols de diferença, a última delas em novembro de 2000, com placar de 5 a 1 – num ano em que os Gers também tinham feito 4 a 0 em março. Já o Celtic tem a maior goleada do clássico, com um 7 a 1 em 1957. Nos últimos anos, as chacoalhadas alviverdes foram mais frequentes. Os Bhoys fizeram 5 a 1 em 2016 e 2017. Já em abril de 2018, num intervalo de duas semanas, o Celtic goleou por 5 a 0 pela liga e depois por 4 a 0 na copa. Até por isso, o resultado deste domingo levanta um pouco mais o brio do Rangers.

O Rangers possui mais duas partidas pela frente neste Campeonato Escocês, contra Livingstone e Aberdeen. Os Teddy Bears somam 31 vitórias e cinco empates, com 23 pontos a mais que o Celtic. Não dá mais para igualar o recorde de pontos estabelecido pelos rivais com Brendan Rodgers em 2016/17, totalizando 104 pontos, mas a marca centenária permanece ao alcance com os atuais 96 pontos. Além do mais, pode ser apenas a quarta vez que um time leva a liga escocesa de maneira invicta. Tal feito só havia sido registrado em 1897/98 (Celtic), 1898/99 (Rangers) e 2016/17 (Celtic, na referida campanha recordista). Romper um hiato de 122 anos é bastante representativo a Steven Gerrard, ainda mais pulverizando os maiores rivais a cada Old Firm.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo