Europa

Novos ares no Brondby

No oeste da periferia de Copenhague, torcedores de camisa amarela e azul não tinham muito o que festejar. O Brøndby fazia uma péssima campanha na atual temporada da SAS Ligaen, e uma derrota em casa (3×1) para o modesto Køge, lanterna da competição, foi a gota d'água para o então técnico Kent Nielsen. O treinador foi demitido após uma sequência de oito jogos sem vitória, e quem assumiu seu lugar foi Henrik Jensen.

Após a derrota para o Køge, Jensen deixou rapidamente o estádio para evitar comentários dos fãs, mas um telefonema da diretoria no mesmo dia fez o treinador aceitar a proposta de suceder Kent Nielsen.

Os resultados por enquanto têm sido bons. Com o filho do treinador, Mike Jansen, no meio-campo, o Brøndby começou sua nova era com uma vitória de 3×1 sobre o SønderjyskE, um empate de 2×2 com o Silkeborg (saindo perdendo por 2×0) e uma vitória de 2×1 sobre o mesmo Køge que causou a demissão do técnico anterior.

“Estamos jogando de forma mais direta agora. Os campos, infelizmente, não estão bons para toque de bola, então a questão é mandar a bola da defesa para o ataque o mais rápido possível”, diz o treinador. A proposta pode assustar os mais puristas, mas está funcionando.

Enquanto o Brøndby se recupera – é o sétimo colocado com 39 pontos, apenas quatro abaixo da zona de classificação para a Liga Europa – o FC Kobenhavn segue sossegado na liderança, com 56 pontos e cada vez mais perto de mais um título. O Odense, segundo colocado, tem 47 pontos, enquanto o Aalborg está com 43.

Na briga contra o rebaixamento, o Køge já está condenado com módicos doze pontos, e o Randers, com 27, está cinco atrás do AGF, primeiro dos sobreviventes.

E nos próximos dias 21 e 28 acontecem as semifinais da Copa da Dinamarca. Os jogos de ida são Midtjylland x Odense e Nordsjælland x Vejle, dia 21. Na semana seguinte, mandos invertidos.

Noruega: Rosenborg toma a ponta

Após um começo de campeonato dominado pelo Aalesund, as coisas começam a seguir o rumo normal. O Rosenborg, ainda invicto (o outro time sem perder no campeonato é o Start, quarto colocado), assumiu a liderança do torneio com 14 pontos em seis partidas, e agora será difícil de largar. A liderança veio após a vitória por 3×0 sobre o Brann, penúltimo colocado, enquanto o Aalesund perdeu para o Haugesund por 2×1, provocando a ira de seu treinador Kjetil Rekdal.

Na sétima rodada, nesta segunda (19), Aalesund e Rosenborg se enfrentam, no Color Line Stadion. Uma vitória dos visitantes pinta de vez o panorama do campeonato de preto e branco. E um detalhe interessante: devido a ausência de vôos na Europa nos últimos dias, devido a fumaça provocada pelo vulcão islandês, a partida entre Tromsø e Sandefjord pode ser adiada, porque os visitantes teriam que encarar uma viagem de 26 horas de ônibus até o norte do país. Logística difícil essa…

Suécia: campeão em apuros

Depois de conquistar o campeonato de 2009 com uma defesa forte e um ataque eficiente, o AIK, na nova temporada, parece que deixou ambos em casa. Após seis rodadas, os aurinegros de Solna anotaram apenas um gol e levaram seis, e, com apenas dois pontos, amargam a penúltima colocação do torneio. A liderança, com 16 pontos, é do Helsingborg, que conta em seu ataque com o brasileiro Porcellis, ex-Internacional e Santa Cruz. O ex-time de Henrik Larsson está dois pontos à frente do Malmö, que tem 14, e cinco acima do surpreendente Mjällby e do Häcken, ambos com onze pontos.

Enquanto isso, na segunda divisão sueca, a novidade é o retorno do veterano Jesper Blonqvist aos gramados. Aos 36 anos, o ex-meia do Milan, Parma e Manchester United estava atuando como assistente técnico no Hammarby, rebaixado ano passado na primeira divisão. Agora, ele vai ajudar os Bajen de Estocolmo a tentar voltar à elite, e a estreia será nesta terça, contra o Angelholm.

Finlândia: começa o campeonato

Com uma goleada fora de casa sobre o KuPS, o HJK abriu a Veikkausliiga 2010 com categoria, mostrando que quer o bicampeonato. O destaque da partida foi Juho Mäkelä, com dois gols, enquanto Mohamed “Medo” Kamara anotou o seu. Cheyne Fowler e Juho Nykanen (contra) completaram o placar.

O torneio segue com 14 clubes, que jogam entre si em turno e returno. O RoPS, rebaixado na última temporada, deu lugar ao Oulu, campeão da segunda divisão. O torneio segue até outubro.

Algumas incógnitas do campeonato estão no Lahti, que ainda conta com os serviços de Jari Litmanen, e no Jaro, que aposta em Alexei Eremenko como treinador e no seu filho, Eremenko Jr, como peça-chave da equipe. Outro veterano que marca presença é Mika Nurmela, no recém-promovido Oulu, que é treinado por Juha Malinen, velho conhecido do futebol local.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo