Liga Europa

Em jogo cheio de reviravoltas, Villarreal vence o Rennes para garantir 1º lugar do grupo na Liga Europa

Gerard Moreno, Akhomach e Dani Parejo em jogo movimentado e cheio de polêmicas que deu a liderança do Villarreal

Em duelo valendo a liderança do Grupo F da Liga Europa, o Villarreal venceu o Rennes pelo placar de 3 x 2 jogando fora de casa, em um jogo sensacional e cheio de polêmicas no Roazhon Park. Os gols do Submarino Amarelo foram marcados por Gerard Moreno, Akhomach, em linda jogada individual, e Dani Parejo, enquanto Assignon e Ludovic Blas fizeram os gols do time francês. Com o resultado, o Rennes somou sua 3ª derrota seguida na temporada e encerrou a fase de grupos na segunda colocação da chave, com 12 pontos. Já os espanhóis ficaram com a liderança do grupo com 13 pontos.

Após um primeiro tempo mais truncado e parado, os dois times protagonizaram um jogo movimentado e cheio de alternativas na etapa complementar. Outra curiosidade sobre o duelo desta tarde em Rennes é que o time do Villarreal abriu o placar e logo depois levou o empate.

Já no segundo tempo, perdendo por 2 x 1, o time francês conseguiu igualar o marcador, mas logo em seguida acabou levando mais um gol, confirmando novo revés na temporada. O Rennes chegou a empatar o jogo no último lance da partida, mas em uma decisão totalmente confusa, o árbitro marcou impedimento no lance que originaria o segundo gol de Assignon.

Villarreal joga melhor, mas peca na finalização no 1º tempo

O time espanhol atacou mais do que a equipe francesa, embora tivesse menos posse de bola. O Rennes fechou a primeira etapa de jogo com 54% de posse de bola, contra 46% do Villarreal, que atacou pela primeira vez aos 10 minutos com Álex Baena, em finalização de fora da área. Aos 26 minutos, os franceses chegaram pela primeira vez com Nagida, que recebeu passe de Bertug Yildirim, mas errou o alvo. Três minutos mais tarde, uma blitz do time espanhol quase terminou em gol em favor dos visitantes.

Alexander Sørloth cruzou na área e Akhomach finalizou no meio da área. Na sequência da jogada, Capoué tentou arriscar de fora da área, mas sem sucesso. O jogo seguia sem muita emoção, com o Rennes não tendo criatividade para atacar a defesa do Villarreal, que aproveitou seu melhor momento no jogo para abrir o marcador em cobrança de pênalti. Álex Baena foi derrubado na área, a arbitragem anotou a penalidade após revisão do VAR. Gerard Moreno cobrou de perna esquerda, no canto do goleiro Mandanda e abriu o marcador.

No minuto seguinte, o Rennes conseguiu o empate, Enzo Le Fée achou Lorenz Assignon dentro da área. O ala direito do time francês não perdeu a oportunidade e mandou a bola para o fundo do gol, igualando o marcador no Estádio Roazhon Park. A equipe francesa não merecia melhor sorte, já que não foi bem ofensivamente e tinha dificuldades para marcar o ataque do Villarreal, mas teve a eficiência o suficiente para conseguir marcar o seu gol logo após sofrer o primeiro e assim levou um empate bom para o intervalo.

Espanhóis e franceses jogam mais e protagonizam grande jogo no 2º tempo

Alex Baena teve grande oportunidade de marcar o segundo gol do Villarreal logo aos oito minutos do 2º tempo. Após belo passe em profundidade, o meia esquerda saiu na cara de Mandanda, que fechou o ângulo e praticou grande intervenção. Aos 12 minutos, após cobrança de falta, o Rennes tentou passar a frente do placar com Nemanja Matic, porém, o sérvio tocou fraco de cabeça e facilitou o trabalho do goleiro Pepe Reina.

O jogo estava equilibrado nos primeiros 15 minutos da etapa complementar, porém, na individualidade, o Villarreal passou à frente de novo na frente do placar. Akomach, na base da ousadia e alegria, o meia direita de 19 anos, colocou a marcação para dançar e chutou cruzado, sem chances para o goleiro Mandanda, marcando um lindo gol em Rennes.

Sete minutos depois, Gerard Moreno teve chance clara para marcar o terceiro gol. Após cruzamento na área pelo lado esquerdo, o atacante espanhol saiu livre na frente de Mandanda, mas acabou deixando a bola passar, perdendo grande oportunidade de ampliar o placar.

O Rennes não se entregava, e mesmo sentindo o segundo gol que tomou, tentou uma jogada com Blas, que recebeu da entrada da grande área e chutou sem muita força, para mais uma defesa fácil do goleiro Reina.
Aos 23 minutos, o time francês foi recompensado pela sua luta em campo e empatou o jogo mais uma vez. Ludovic Blas tentou de fora da área e dessa vez acertou um chute preciso, rasteiro, sem chances para o goleiro Pepe Reina.

O jogo seguia movimentado e um minuto depois o Villarreal passou a frente do placar mais uma vez. Na base do toque de bola pelo meio, Baena achou Dani Parejo que dominou na frente de Mandanda e chutou forte de perna direita, sem chances para o goleiro do Rennes, fechando o placar no Roazhon Park em 3 x 2 para o time espanhol, que garantiu a liderança do Grupo F da Europa Liga. Ainda no final da partida, Gabbia acabou se chocando com Albiol e levou a pior, chegando a ficar desacordado em campo e sendo retirado de maca.

No último lance do jogo, após bate rebate na área, Assignon conseguiu marcar o terceiro gol do Rennes, porém, em uma decisão totalmente polêmica, Atilla Karaoglan anulou o gol, o que após o apito final causou uma grande confusão dentro de campo, com os jogadores do time francês inconformados com a decisão da arbitragem.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo