Liga Europa

Slavia Praga foi o primeiro a quebrar o impasse e tirou o Leicester da Liga Europa

Leicester e Slavia Praga passaram três tempos em um impasse: 0 a 0 na Tchéquia, e outro 0 a 0 no primeiro tempo do Etihad Stadium. Pela maneira como o confronto se desenhava, parecia mesmo que quem marcasse o primeiro gol estaria praticamente classificado. Acabou que foi o Slavia Praga. Aproveitou um erro de marcação dos ingleses, aos quatro minutos da etapa final, e depois matou o jogo no contra-ataque para vencer por 2 a 0 e avançar às oitavas de final da Liga Europa.

A queda é uma decepção para o Leicester porque ele tinha time para chegar mais longe. Está em terceiro lugar na Premier League, atrás do Manchester United apenas no saldo de gols. Por outro lado, ainda existe a possibilidade de título por meio da Copa da Inglaterra e o calendário mais vazio permite que concentre suas atenções em terminar a temporada entre os quatro primeiros. Parecia certo que o faria em 2019/20 antes de uma brusca queda de rendimento no segundo turno.

Houve poucas chances de gol na partida de ida. A de volta não começou muito diferente. O Leicester dominou as ações ofensivas da etapa inicial, mas sem chegar a situações muito claras. Ünder era o jogador mais ativo. Fez uma jogada de linha de fundo que sobrou para Söyüncü mandar para fora e depois tentou duas de fora da área, uma muito ruim, outra direto nos braços do goleiro Ondrej Kolar.

O Slavia Praga teve uma escapada com Abdallah Sima, aparecendo nas costas da defesa – e aproveitando um corte errado de Söyüncü antes de tentar colocar de chapa de fora da área, perto da trave de Schmeichel. No começo da etapa final, Nicoale Stanciu cruzou da esquerda. Luke Thomas fechou na primeira área para marcar Sima, Albrighton não acompanhou e Lukas Provod entrou livre na área para abrir o placar com um chute de primeira.

O gol tcheco obrigava o Leicester a virar a partida. Ficou longe de acontecer. Ünder teve uma situação razoável em contra-ataque, mas acertou o lado de fora da rede. Vardy recebeu uma bola de costas para o gol e chegou a fazer o pivô antes de a jogada ser interrompida por toque de mão. Aos 34 minutos, Peter Olayinka recebeu pela esquerda, girou e acionou Sima.

Dominou na entrada da área, arrumou à perna direita e foi certeiro para mandar no canto de Schmeichel e tirar o Leicester da Liga Europa.

.

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.