Liga Europa

RB Leipzig e Atalanta entregam jogo à altura das expectativas e levarão o empate à volta em Bergamo

Dois times com ótimas campanhas recentes na Champions League começaram um grande duelo pelas quartas de final da Liga Europa

A trave sofreu nesta quinta-feira em Leipzig, durante um jogo à altura das expectativas entre RB Leipzig e Atalanta pela primeira perna das quartas de final da Liga Europa. Os italianos saíram à frente, e Juan Musso chegou a defender um pênalti antes de os alemães empatarem. Chegaram a ficar perto da virada também, mas o placar final de 1 a 1 deixa tudo indefinido para a volta, em Bergamo, na próxima semana.

O duelo entre dois times que fizeram campanhas excelentes na Champions League recentemente entregou o bom futebol e o equilíbrio que era de se esperar. A Atalanta teve um melhor primeiro tempo, poderia até ter aberto uma vantagem maior, mas o Leipzig reagiu diante de sua torcida e não saiu com a vitória por detalhes – uma cabeçada de Dominik Szoboszlai que carimbou o travessão e um corte em cima da linha de Demiral.

O Leipzig teve as primeiras chegadas, três nos dez minutos iniciais, mas Muriel anotou uma pintura, aos 16, para abrir o placar. Cortou da esquerda para o meio, saindo no meio de dois marcadores, e bateu colocado no ângulo de Péter Gulácsi. Logo em seguida, quase marcou o segundo com um chute cruzado de perna esquerda que passou bem perto da trave.

Falando em trave, ela balançou com o chute rasteiro de André Silva, após um erro de Matteo Pessina, na melhor chance dos donos da casa no primeiro tempo. Praticamente sem ângulo, Mario Pasalic também carimbou o poste, invadindo a área pela esquerda, quase em cima da linha. Tentou acertar o cantinho entre Gulácsi e a trave.

O Leipzig cresceu depois do intervalo e teve a chance de ouro de empatar em um pênalti de Demiral em Christopher Nkunku. André Silva, porém, parou em Musso, que também fez grande defesa em uma cabeçada à queima-roupa no rebote. Na sequência, Angeliño cruzou da esquerda, e Willi Orbán conseguiu o desvio para vencer Musso.

A partida seguiu frenética, com chances para os dois lados, mas as melhores foram do Leipzig, como a cabeçada de Szoboszlai, aos 37 minutos, no travessão. Szoboszlai exigiu mais uma grande defesa de Musso e na sequência Demiral teve que fazer um corte em cima da linha para evitar o segundo gol do Leipzig. Tudo igual para o jogo de volta na Itália, que provavelmente será tão quente quanto.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo