Liga Europa

Pépé tem aproveitado suas chances na Liga Europa, e Arsenal segue 100%

Nicolas Pépé ainda não se firmou como se esperava quando o Arsenal quebrou seu recorde de transferências para contratá-lo do Lille, nem está sendo titular com frequência na Premier League, mas pelo menos aproveita as oportunidades na Liga Europa. Nesta quinta-feira, anotou mais um gol na vitória por 3 a 0 sobre o Molde que garantiu a passagem dos Gunners ao mata-mata da competição europeia.

Pépé começou jogando as quatro partidas da fase de grupos da Liga Europa. O Arsenal venceu todas, com a ajuda de três gols e duas assistências do ponta francês de 25 anos que custou € 80 milhões no início da temporada 2019/20.

Nesta edição da Premier League, fez apenas dois jogos desde o início. O segundo deles, no último fim de semana, contra o Leeds, terminou aos 51 minutos quando ele recebeu o cartão vermelho.

O gol contra o Molde foi bem bonito. Joseph Willock, outro que tem parecido bem na Liga Europa, cruzou da esquerda, a bola passou por todo mundo e chegou a Pépé, no outro lado da grande área. Ele dominou e emendou um chute com curva no canto direito algo do goleiro Andreas Linde.

O placar foi aberto por Pépé aos cinco minutos do segundo tempo. Logo na sequência, Willock escapou pela direita e cruzou rasteiro à boca do gol. Reiss Nelson apareceu para completar às redes. No fim do jogo, Emile Smith Rowe tocou para Folarin Balogun dominar, girar e ampliar para 3 a 0. Foi o primeiro gol do garoto de 19 anos pelo Arsenal, em sua segunda partida entre os adultos.

Com 100% de aproveitamento, o Arsenal tem 12 pontos, na liderança do grupo, seguido por Rapid Viena e Molde, com seis. O Dundalk é o lanterna, com zero.

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo