Liga Europa

Fulminante nos contragolpes, o RB Leipzig dinamitou o Napoli dentro do San Paolo

O Napoli está em uma encruzilhada. Sem deslanchar na Liga dos Campeões, precisou se contentar com a vaga nos mata-matas da Liga Europa. Um torneio representativo para a história dos napolitanos, é verdade, mas longe de um grande significado quando se pensa na possibilidade de reconquistar a Serie A. E em uma corrida ponto a ponto com a Juventus, a competição continental ganha ainda menos importância. Por mais que alguns jogadores discursassem valorizando a frente europeia, está claro que a exigência de uma disputa longa pode implodir o elenco celeste. Assim, a rodada desta quinta apontou que o objetivo único dos partenopei deve mesmo ser o Scudetto. Dentro do San Paolo, o time de Maurizio Sarri saiu em vantagem, mas tomou a virada do RB Leipzig. Enorme resultado dos Touros Vermelhos, fulminantes em seus contragolpes, levando para a Alemanha a bela vitória por 3 a 1. A classificação para as oitavas de final se encaminha.

Embora o Napoli tenha entrado em campo com parte de seus titulares, entre eles Kalidou Koulibaly e Marek Hamsik, faltava ímpeto aos anfitriões. Desde o primeiro tempo, o RB Leipzig arriscava bem mais no ataque, sem conseguir passar por Pep Reina. Por isso, os celestes devem ter ficado bastante satisfeitos quando anotaram o primeiro gol no San Paolo, aos sete minutos do segundo tempo. O chute cruzado de Adam Ounas entrou no cantinho da meta defendida por Peter Gulácsi.

A resposta do RB Leipzig não demorou a vir. Nove minutos depois, o time da Red Bull já empatou. Em roubada de bola no campo de ataque, Kevin Kampl deu o passe, Yussuf Poulsen deixou passar e Timo Werner não perdoou. Já nos 20 minutos finais, os Touros Vermelhos fecharam o caixão. A virada se consumou aos 29, em um avanço velocíssimo. Poulsen saiu em disparada e passou para Bruma concluir. Por fim, nos acréscimos, o terceiro gol saiu em mais um contragolpe excelente, inciado com troca de passes no campo de defesa. Emil Forsberg foi o garçom da vez, para Werner arrematar de novo.

Se por um lado o Napoli parece se livrar de um peso na reta final da temporada, o RB Leipzig ganha um objetivo. A campanha na Liga dos Campeões ficou abaixo do esperado, ainda mais em um grupo acessível. Mas as possibilidades na Liga Europa são maiores. É uma equipe competitiva, com muito talento e muita energia. O sucesso do Ajax na temporada passada pode até mesmo servir de inspiração à garotada da Red Bull Arena. E enquanto os Touros Vermelhos seguem no páreo pelos quatro primeiros lugares na Bundesliga, possuem um horizonte mais amplo no torneio continental. Serve de vitrine aos jovens, de chance para se firmarem rumo à Copa do Mundo e também de laboratório a um time de excelente trabalho coletivo, especialmente por sua verticalidade.

Será interessante acompanhar a sequência do Leipzig. O Napoli deve ser o primeiro a ficar pelo caminho. Apesar das ressalvas, a vitória na Itália não deixa de ser uma injeção de ânimo aos germânicos, especialmente diante do segundo tempo voraz no San Paolo. Uma exibição para ficar na história do jovem clube em sua temporada de estreia nas competições continentais.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo