Liga Europa

Este gol de calcanhar do Dynamo Kiev é a combinação perfeita entre marra e categoria

O Dynamo Kiev volta da Itália com um resultado positivo, após o primeiro encontro pelas oitavas de final da Liga Europa. Saiu em vantagem e permitiu a virada da Lazio, mas buscou o empate, em valioso placar encerrado em 2 a 2. E na visita dos ucranianos ao Estádio Olímpico, o jovem Viktor Tsygankov ganha a manchete. O garoto de 20 anos foi brilhante ao abrir o placar. Demonstrou enorme categoria ao dominar dentro da área e, mesmo cercado pelo goleiro Thomas Strakosha, dar um toque de calcanhar cheio de marra para estufar as redes. Ousadia que explicita o seu talento, já considerando um dos principais nomes ao futuro da seleção ucraniana.

Tsygankov nasceu em Israel, filho de um jogador ucraniano que atuava no país, mas cresceu na própria Ucrânia. Lapidado nas categorias de base do Dynamo Kiev, ganhou as primeiras oportunidades no time principal durante a última temporada. Já nas atuais campanhas, se coloca entre os protagonistas. São nove gols e seis assistências em 18 partidas no Campeonato Ucraniano, números ótimos para quem sempre atua como meia ou ponta. Já na Liga Europa, o prodígio de 20 anos não fica atrás. Fez dois gols e deu três assistências na fase de grupos. Até brilhar contra a Lazio em pleno Estádio Olímpico.

O primeiro gol de Tsygankov, aos sete minutos do segundo tempo, foi o seu ápice, mas não tudo. A Lazio buscou a virada logo na sequência, com Ciro Immobile deixando o seu e Felipe Anderson contribuindo com mais um tento, em lance gerado por Sergej Milinkovic-Savic. Porém, o Dynamo não se entregou. E embora a assistência entre para a conta de Tsygankov, os méritos da jogada são todos de Júnior Moraes. O brasileiro percebeu o posicionamento ruim de Strakosha e acertou um belo chute, fechando o placar.

O resultado é muito bom para os ucranianos, considerando o reencontro no Estádio Olímpico de Kiev e a vantagem nos empates por 0 a 0 ou 1 a 1. Mas, por aquilo que o time conseguiu fazer na Itália, dá para ambicionar a vitória rumo às quartas de final. Tsygankov é quem ganha vitrine com isso. Convocado à seleção principal desde 2016, pode entrar no radar das grandes ligas do continente.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo