Liga Europa

É um deleite ver um gol tão bem construído como este de Paredes, do Zenit

O Zenit não caiu exatamente na chave mais fácil da Liga Europa, mas terminou a fase de grupos com a melhor campanha. Foram 16 pontos em 18 possíveis, passando por cima de Real Sociedad, Rosenborg e Vardar. O time de Roberto Mancini, além disso, também apresentou o melhor ataque, anotando 17 gols em seis rodadas. E o último deles foi um verdadeiro deleite. Nesta quinta, na visita ao Estádio Anoeta, os russos encerraram sua participação no Grupo L derrotando a Real Sociedad por 3 a 1. Leandro Paredes proporcionou a cereja do bolo.

Mesmo fora de casa, o Zenit terminou o primeiro tempo em vantagem, graças ao gol de Aleksandr Erokhin. O empate da Real veio no segundo tempo, com William José se esticando todo para completar na pequena área. Entretanto, os russos abusaram das pinturas para buscar a vitória. Primeiro, com Branislav Ivanovic. O veterano matou uma bola no peito e emendou a bicicleta no segundo gol de sua equipe. Por fim, a assinatura é coletiva. A troca passes envolvente teve seu toque de classe na deixada de Aleksandr Kokorin para Leandro Paredes. Então, o argentino fintou dois adversários, antes de apenas deslocar Gerónimo Rulli. Golaço.

Embora tenha perdido fôlego no Campeonato Russo, após ser ultrapassado pelo Lokomotiv, o Zenit continua como um time para se prestar atenção. Roberto Mancini é um técnico de renome e contou com altos investimentos para esta temporada, sobretudo pela legião argentina que chegou. E a Liga Europa se torna um caminho interessante. Na última edição, os celestes já tinham sobrado na fase de grupos, mas caíram logo nos 16-avos de final, para o Anderlecht. Agora, têm a chance de fazer diferente, num torneio que representa tanto à história do clube.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo