Liga Europa

Com o brilho de Götze, PSV e Real Sociedad fizeram um daqueles empates prazerosos de se ver

O PSV foi melhor ao longo da noite, mas a Real também criou chances suficientes para vencer no 2x2 de Eindhoven

O Estádio Philips abrigou o confronto entre duas equipes de qualidade ofensiva, com o PSV x Real Sociedad pela rodada inaugural da Liga Europa. E o embate em Eindhoven agradou quem assistiu, com um duelo bastante aberto entre os oponentes. Os holandeses abriram o placar, os espanhóis buscaram a virada e ainda houve tempo para os anfitriões pressionarem pela nova igualdade. Já a grande dose de emoção ficou para os acréscimos, com chances cristalinas para os dois lados, mas que não renderam a vitória. No fim, o empate por 2 a 2 sai razoável para times, que se candidatam aos mata-matas continentais. Individualmente, o destaque foi Mario Götze – com um gol, uma linda assistência e uma série de boas jogadas para conduzir os alvirrubros.

A Real Sociedad teve uma péssima notícia ainda no aquecimento, quando David Silva sentiu dores e acabou sacado do time titular. E o começo da partida já seria disputado em alta rotação. O PSV pressionava e buscava o campo de ataque desde as primeiras ações. O goleiro Alex Remiro logo seria chamado ao resgate dos bascos, evitando o gol de Eran Zahavi, e Noni Madueke mandou um chute muito próximo da trave. Do outro lado, a Real errava muitos passes, mas, quando respondeu, Adnan Januzaj carimbou o travessão aos 25 minutos. Mas foram os holandeses que abriram o placar, aos 31. Madueke chutou rasteiro, Remiro rebateu e Mario Götze estava livre para emendar o rebote.

A Real Sociedad pelo menos não se abalou com o gol e buscou a virada rapidamente. O empate já saiu aos 33, num avanço veloz. Joseba Zaldúa cruzou na direita e Januzaj concluiu de primeira na área. O segundo tento acabou anotado aos 39. Desta vez, Januzaj estava na ponta para enfiar a bola na ultrapassagem de Zaldúa. O lateral cruzou e Alexander Isak se esticou para escorar às redes. O PSV pagava pelos erros, num primeiro tempo em que teve o controle, mas não converteu em tantas chances.

O segundo tempo veria uma pressa maior do PSV em busca do gol. E o novo empate aconteceu aos nove minutos, punindo Zaldúa na marcação. Götze deu um drible da vaca no lateral e arranjou um passe na medida para Cody Gapko, que se infiltrava na área. O jovem ficou de frente com Remiro e finalizou firme, no canto. Mesmo com o gol, os Boeren seguiram em cima e acionaram o banco. O técnico Roger Schmidt promoveria a estreia do recém-contratado Carlos Vinícius, no lugar de Zahavi.

O duelo perderia intensidade pelos muitos atendimentos médicos, mas os holandeses foram para a blitz na reta final. Jordan Teze perdeu uma ótima oportunidade sozinho com Remiro e depois ainda carimbou a trave, já nos acréscimos. A Real também encontraria uma brecha para arrancar a vitória, quando Mikel Oyarzabal saiu de frente para o crime após um passe errado da defesa, mas definiu mal e chutou em cima do goleiro Joël Drommel. No geral, o PSV foi superior, mas numa daquelas noites que poderiam pender a qualquer lado.

O Grupo B da Liga Europa acaba liderado pelo Monaco neste primeiro momento. Os alvirrubros receberam o Sturm Graz e cumpriram sua parte no Estádio Louis II, com a vitória por 1 a 0. O gol foi anotado por Krépin Diatta, numa cabeçada aos 21 do segundo tempo. O bom jogo em Eindhoven, de qualquer maneira, mostra como PSV e Real seguirão fortes na disputa.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo