Liga Europa

Betis e Celtic ofereceram o primeiro jogaço da Liga Europa, com uma grande virada dos espanhóis por 4 a 3

O Celtic chegou a abrir dois gols de vantagem na Andaluzia, mas permitiu a reação do Betis

O Grupo G está entre os mais equilibrados desta fase principal da Liga Europa. E logo na primeira rodada, o Estádio Benito Villamarín seria palco de um jogaço entre Betis e Celtic. Os torcedores andaluzes viram um temporal de gols, em que o time da casa demonstrou enorme poder de reação. Afinal, os escoceses chegaram a abrir dois gols de vantagem, mas permitiram a virada dos espanhóis, com quatro tentos em sequência. No fim, os visitantes ainda descontaram e pressionaram para recuperar o prejuízo, mas sem evitar a derrota. Placar final de 4 a 3 para os beticos, que começaram a temporada de maneira lenta, mas logo registram um ótimo triunfo.

O duelo na Espanha começou com um surpreendente domínio do Celtic. E os gols dos escoceses não demoraram a sair. Aos 13 minutos, Jota cruzou para Albian Ajeti desviar e superar Claudio Bravo. Na sequência, quando Andrés Guardado tentou o empate, Joe Hart fez milagre na meta escocesa. E o segundo dos visitantes viria de pênalti, aos 27, com Josip Juranovic convertendo a cobrança para os Bhoys. Só depois disso é que o Betis iniciaria sua reação.

O empate seria praticamente instantâneo. Aos 32 minutos, os beticos anotaram o primeiro, logo depois de uma bola na trave. Juan Miranda tabelou com Nabil Fekir e invadiu a área para definir. Dois minutos depois, o empate foi garantido por Juanmi. Joaquín deu um excelente lançamento para Borja Iglesias, que ficou de frente com Joe Hart. O centroavante não foi egoísta e só rolou para Juanmi. E os andaluzes permaneceram na pressão durante a reta final do primeiro tempo, embora a virada só tenha se concretizado na volta do intervalo.

Aos cinco minutos, o terceiro gol seria marcado por Iglesias. Sergio Canales teve espaço para cruzar da esquerda e o centroavante chegou rasgando na pequena área para concluir. Três minutos depois, mais um baque para o Celtic, com o quarto gol do Betis. Juanmi fez de novo, mandando no cantinho a sobra de um escanteio. Somente depois disso os escoceses despertaram, na tentativa de evitar o desastre.

O Celtic dominava as ações, mas com dificuldades para furar a defesa do Betis. Os visitantes tiveram um gol anulado e ainda carimbaram a trave antes dos 20 minutos. Quando Borja Iglesias poderia aumentar a tranquilidade dos beticos, mandou para fora. Somente aos 42 é que o terceiro gol dos escoceses saiu, numa falta lateral. David Turnbull cobrou e a bola levantada na área acabou arrematada por Anthony Ralston, de cabeça. Os Bhoys até pareceram acreditar no empate durante os minutos restantes e incomodaram os andaluzes, mas sem encontrar o gol salvador.

O Betis começa o Grupo G compartilhando a liderança com o Bayer Leverkusen. Os alemães receberam o Ferencváros na BayArena e venceram por 2 a 1. Ryan Mmaee até abriu o placar para os húngaros, mas Exequiel Palacios empatou antes do intervalo, num lindo chute que entrou no ângulo e não deu qualquer chance de defesa. O gol decisivo no segundo tempo acabou anotado por Florian Wirtz, voando baixo neste início de temporada. Jeremie Frimpong fez grande jogada e encontrou o prodígio livre para fuzilar. Na próxima rodada, o Leverkusen visita o Celtic e o Betis viaja a Budapeste para encarar o Ferencváros.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo