Liga Europa

16 jogadores que podem se destacar no início dos mata-matas da Liga Europa

Com o início da fase decisiva da competição europeia, apontamos destaques individuais de cada equipe

A Liga Europa atravessa sua melhor temporada em muito tempo. A fase de grupos da competição teve duelos interessantíssimos e, diferentemente do que se notava em outros anos, já estava sendo valorizada pela maioria absoluta dos participantes. A reformulação da Uefa em suas copas continentais parece ter auxiliado principalmente a LE, pela forma como reúne camisas tradicionais fora da Liga dos Campeões. O começo dos mata-matas, agora, mistura a esse caldeirão os times eliminados na Champions.

Vale lembrar que este início da fase decisiva não traz todos os times classificados. Os vice-líderes de seus grupos na Liga Europa pegam os terceiros colocados da Champions. O que já dá para notar, de qualquer maneira, é muito embate de peso. O Barcelona x Napoli é o que chama mais atenção, mas será bacana também ver um Borussia Dortmund x Rangers ou um Porto x Lazio. Enquanto isso, os oito líderes de seus grupos na LE esperam, diretamente nas oitavas, os vencedores dessa fase inicial – estão garantidos Lyon, Monaco, Spartak Moscou, Eintracht Frankfurt, Galatasaray, Estrela Vermelha, Bayer Leverkusen e West Ham.

Como esquenta para os jogos desta quinta, transmitidos pelos Canais Disney e pelo Star+, além da TV Cultura, preparamos um aperitivo com 16 jogadores que merecem atenção para os confrontos da Liga Europa. Foram destacados nomes importantes das equipes, assim como jogadores em ótima fase e outros que se tornaram reforços recentes. Confira:

Barcelona x Napoli

Adama Traoré, do Barcelona (Eric Alonso/Getty Images/One Football)

Adama Traoré chegou ao Barcelona parecendo até um intruso no clube, por mais que seja, na verdade, uma cria de La Masía. O futebol de potência e velocidade do ponta passa longe do que os blaugranas pregaram como sua filosofia por muito tempo. No entanto, durante os últimos jogos, o espanhol se provou como uma adição necessária à equipe de Xavi e tem feito a diferença em La Liga. São duas assistências em duas partidas, quando ajudou a derrotar o Atlético de Madrid e buscou o empate contra o Espanyol. Pode ser importante para fazer o “trabalho sujo” na Liga Europa, uma competição que nenhum barcelonista gostaria de disputar, mas que é importante ao momento do clube e ainda pode oferecer um troféu inédito.

Kalidou Koulibaly, do Napoli (Marco Luzzani/Getty Images/One Football)

Kalidou Koulibaly passou as últimas semanas fora do Napoli, mas isso não comprometeu sua importância dentro do elenco. Pelo contrário, o zagueiro voltou com o moral ainda mais elevado, pela excelente participação na Copa Africana de Nações, em que capitaneou Senegal rumo ao título inédito. O beque voltou já com uma missão dura e seria um nome importante no duelo contra a Internazionale pela Serie A. Agora, na Liga Europa, permanece como uma referência dos celestes e um dos principais motivos para o time acreditar que pode derrubar o Barcelona. É verdade que o defensor possui excelentes temporadas na Itália, mas essa se candidata desde já como a melhor.

Dortmund x Rangers

Jude Bellingham, do Dortmund (RONNY HARTMANN/AFP via Getty Images/One Football)

Jude Bellingham tem sido um sopro de esperança ao Borussia Dortmund, numa temporada em que os aurinegros não sabem muito para onde correr. O time não é consistente o suficiente e Erling Braut Haaland, o craque, lida com as lesões enquanto não se sabe até quando permanecerá. O norueguês deve ser desfalque na ida da Liga Europa e, até por isso, Bellingham fica mais em evidência. O crescimento do inglês no clube é importantíssimo e ele se coloca cada vez mais como um dos principais jogadores do time, por suas chegadas à frente e pelo dinamismo no meio-campo. A Liga Europa pode evidenciar um pouco mais esse seu momento, já que as boas atuações na Champions acabam esquecidas pelo fracasso do BVB.

Ramsey posa com o cachecol do Rangers

Aaron Ramsey chegou ao Rangers como um negócio estelar e raro de se imaginar, considerando que clubes da Premier League tinham o meio-campista em consideração. A escolha por Glasgow indica certa ambição esportiva do galês, para marcar seu nome num clube tradicional e de franca recuperação nos últimos anos. E sua experiência nas competições internacionais, algo que não abunda tanto assim no elenco dos Teddy Bears, o torna um ponto focal na Liga Europa. Talento não é o problema ao novo reforço, embora suas condições físicas sempre deixem algumas interrogações. Por enquanto, tem entrado no segundo tempo, mas a tarimba pode garantir mais minutos no torneio continental.

Sheriff x Braga

Giorgos Athanasiadis, do Sheriff (Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images/One Football)

Giorgos Athanasiadis brilhou no conto de fadas vivido pelo Sheriff na fase de grupos da Champions League. O goleiro teve atuações espetaculares desde as preliminares, mas sobretudo diante do Real Madrid, e influenciou diretamente na passagem aos mata-matas da Liga Europa. Pois o grego talvez seja ainda mais exigido nesta sequência da empreitada continental, pelo efeito dos sucessos dos transnístrios. Vários jogadores aproveitaram o reconhecimento e deixaram o clube nesta janela de inverno, incluindo os laterais Cristiano e Fernando. Por outro lado, chegaram nove reforços, mas a equipe ainda precisará se reconstruir durante as próximas semanas. Contar com um goleiro confiável e em grande forma pode ser de grande valia.

Matheus, do Braga (MIGUEL RIOPA/AFP via Getty Images/One Football)

Matheus completa sua oitava temporada em Portugal e muitos no Brasil nem se lembram do goleiro que despontou muito novo no América Mineiro – tantas vezes mais mencionado por ser irmão do meio-campista Moisés. A continuidade do camisa 1 do Braga, no entanto, revela bem mais sobre sua importância ao time e sobre o crescimento que também experimentou ao longo do tempo. Aos 29 anos, pode ser considerado um ídolo e um nome imprescindível para a maneira como os minhotos constroem sua reputação nas competições continentais. Sua forma nas últimas temporadas é muito boa e deverá seguir como uma referência dos arsenalistas nos bons papéis além das fronteiras.

Zenit x Betis

Claudinho, do Zenit (OLGA MALTSEVA/AFP via Getty Images/One Football)

Claudinho precisou apenas da fase de grupos da Champions League para apresentar seu talento ao restante da Europa. O Zenit fez uma campanha aquém das expectativas, por mais que estivesse num grupo com dois pesos pesados. Ainda assim, o meia aproveitou muito bem suas primeiras partidas na competição e teve ótimas atuações, sobretudo no empate com o Chelsea. A pausa no Campeonato Russo significa que os celestes não disputam um jogo oficial há dois meses. Em compensação, o armador vinha em ótima forma e marcando gols em sequência. Talvez sua capacidade de definição seja mais exigida, especialmente após a saída de Sardar Azmoun, por mais que Yuri Alberto seja uma novidade no ataque.

Juanmi, do Betis (OSCAR DEL POZO/AFP via Getty Images/One Football)

Juanmi não costuma ser o primeiro nome mencionado quando se fala da força do Betis que faz excelente campanha em La Liga. O ponta esquerda, porém, merece mais atenção pela maneira como contribui diretamente a esse impacto. O camisa 7 possui a marca expressiva de 12 gols e duas assistências na competição, com muita chegada ao ataque. Marcou inclusive em cinco rodadas consecutivas no final de 2021, incluindo o tento da vitória sobre o Barcelona. Também foi quem comandou a classificação para as semifinais da Copa do Rei, com uma atuação de gala diante da Real Sociedad. Ainda mais com os desfalques de Nabil Fekir e Sergio Canales, deverá ser um ponto focal na Liga Europa.

Atalanta x Olympiacos

Ruslan Malinovskyi, da Atalanta (Emilio Andreoli/Getty Images/One Football)

Ruslan Malinovskyi vem carregando a Atalanta em repetidas partidas, num momento em que a Dea lida com sérios desfalques no ataque, especialmente de Duván Zapata e Josip Ilicic. O ucraniano, contudo, não sente o peso da responsabilidade e oferece sua enorme capacidade nos chutes, que rendeu um golaço contra a Juventus no final de semana. Estar na Liga Europa não era parte dos planos dos nerazzurri, mas a permanência na Champions não foi possível nem com os gols do meia. Na competição secundária, em compensação, os italianos possuem força para sonhar com uma campanha até as fases mais agudas. Se acontecer, o camisa 18 será um dos protagonistas.

Manolas, do Olympiacos (Foto: Divulgação)

Kostas Manolas foi uma pechincha do Olympiacos nesta janela de transferências. O zagueiro pode ter decepcionado em sua passagem pelo Napoli, após estourar com a Roma, mas ainda assim os €2,5 milhões pagos pelos alvirrubros parecem bem baixos para o defensor de 30 anos. Além da experiência nas competições continentais, o beque já enfrentou muitas vezes a Atalanta. A assinatura com os alvirrubros é uma volta para casa, já que o grego atuou pelo clube por duas temporadas antes de se mudar à Itália. Forma uma dupla de seleção, ao lado de Sokratis Papastathopoulos na zaga.

Porto x Lazio

Ciro Immobile, da Lazio (Marco Rosi – SS Lazio/Getty Images/One Football)

Ciro Immobile é o grande símbolo da Lazio nos últimos anos. Não dá para imaginar os biancocelesti repetindo o impacto recente sem os muitos gols do centroavante. E o que mais impressiona é a regularidade do artilheiro, por mais que suas médias sejam espantosas. O rendimento coletivo dos laziali não é tão bom sob as ordens de Maurizio Sarri, mas não que isso tenha custado o protagonismo do matador. São 23 gols em 29 partidas nesta temporada, sendo sete tentos nas oito partidas disputadas com o clube em 2022. A classificação para os mata-matas da Liga Europa também dependeu de algumas boas atuações do camisa 17.

Pepe, do Porto (MIGUEL RIOPA/AFP via Getty Images/One Football)

Pepe possui uma rodagem internacional que fala por si. O zagueiro disputou 127 partidas por competições europeias entre seus diferentes clubes, e isso sem contar os 123 jogos pela seleção portuguesa. O veterano permanecerá como uma figura essencial para os portistas na Liga Europa, ainda mais diante dos imbróglios que enfrenta em Portugal. Pivô na confusão ocorrida durante o último clássico contra o Sporting, o beque está suspenso preventivamente pela liga local por dois jogos e deve enfrentar um processo disciplinar para encarar um gancho maior. Assim, o defensor deverá direcionar suas forças à competição continental e, em especial, ao embate com Immobile.

RB Leipzig x Real Sociedad

Christopher Nkunku, do RB Leipzig (RONNY HARTMANN/AFP via Getty Images/One Football)

Christopher Nkunku possui outros companheiros bem mais badalados no RB Leipzig, mas fica difícil de dizer que o francês não é o melhor jogador do clube na temporada. Mesmo com as fases ruins dos Touros Vermelhos, o ponta sempre atuou no mais alto nível. Os números na Bundesliga são excelentes, com 11 gols e nove assistências em 22 partidas. O que não mereceu o destaque devido foram os sete gols e duas assistências em seis rodadas da Champions, que acabaram ofuscados pela campanha morna da equipe. O jovem de 24 anos praticamente carregou o Leipzig à Liga Europa e marcou hat-trick até contra o Manchester City. Merece bastante consideração pela fase que vive.

Mikel Oyarzabal, da Real Sociedad (Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images/One Football)

Mikel Oyarzabal cresceu muito nas últimas temporadas. A qualidade técnica do ponta da Real Sociedad nunca foi uma questão, mas seu amadurecimento como protagonista é algo bastante impressionante, aos 24 anos. Virou uma figura de relevo na seleção espanhola e as boas campanhas recentes dos bascos quase sempre têm o atacante marcando gols decisivos. Por conta das lesões, os números são mais contidos nesta temporada, mas ainda assim o capitão encabeçou a ótima arrancada inicial em La Liga e também determinou a classificação na Liga Europa, ao chamar a responsabilidade no duelo decisivo contra o PSV. É uma liderança, tanto quanto um enorme talento.

Sevilla x Dinamo Zagreb

Papu Gómez, do Sevilla (Fran Santiago/Getty Images/One Football)

Papu Gómez não engrenou de imediato com o Sevilla, mas seu momento atual é o melhor com o clube. O ponta encontrou seu espaço entre os titulares e se mostra importante em diferentes partidas, para manter os rojiblancos na busca pelo título de La Liga. Sua atuação na rodada anterior seria uma prova disso, com uma grande jogada individual para destravar o duelo com o embalado Elche. As experiências vividas com a Atalanta também devem ser essenciais para que o argentino chame a responsabilidade na Liga Europa, um terreno que os sevillistas conhecem tão bem. O veterano pode ser mais exigido, considerando a lista de desfalques que inclui Anthony Martial, Tecatito Corona, Joan Jordán e Iván Rakitic.

Mislav Orsic, do Dinamo Zagreb (Jurij Kodrun/Getty Images/One Football)

Mislav Orsic entrou para o imaginário da Liga Europa depois do que aprontou na temporada passada. O ponta do Dinamo Zagreb foi o grande responsável pela eliminação do Tottenham, ao anotar uma tripleta contra os Spurs no Estádio Maksimir. Bem cotado entre ligas maiores da Europa, o jogador de 29 anos recusou propostas recentes da Premier League e renovou seu contrato no início de fevereiro. Chega revigorado para outro grande desafio na competição continental. Orsic vem de uma boa fase de grupos, inclusive com o gol da vitória diante do West Ham. Vale lembrar também que, durante a Euro 2020, ele causou problemas no Espanha x Croácia das oitavas de final.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo