Europa

Irlanda: uma seleção de experientes

Na semana passada, esta coluna contou um pouco da situação da seleção de País de Gales. Desta vez, o tema será a Irlanda, também conhecida como Boys in Green. Com um currículo um pouco melhor que dos Dragons, os irlandeses participaram de três Copas do Mundo (1990, 94 e 2002).

Isso porque, no Mundial da Itália, a equipe atingiu as quartas de final e foi eliminada pelos anfitriões ao perder pelo placar mínimo com um gol de Salvatore Schillaci. Na primeira fase, caiu no mesmo grupo de Inglaterra, Holanda e Egito e não perdeu nenhuma partida na fase de grupos, classificando-se para as oitavas com três empates (1 a 1 com a Laranja Mecânica e com o English Team e 0 a 0 com o Egito). Na próxima fase, um empate sem gols no tempo regulamentar com a Romênia e uma vaga decidida nos pênaltis, que terminou 5 a 4 para os Boys in Green.

Nos Estados Unidos em 1994, a Irlanda participou de um feito. Na primeira fase, caiu no Grupo E com México, Itália e Noruega. Os quatro terminaram com quatro pontos e o mesmo saldo de gols, sendo que a vaga foi decidida pelo critério de gols marcados. O desempenho da Irlanda foi: uma vitória por 1 a 0 contra a Itália (gol de Ray Houghton), uma derrota por 2 a 1 para o México e um empate sem gols com a Noruega. Nas oitavas, os britânicos enfrentaram a equipe que tinha os irmãos De Boer, Frank Rijkaard, Dennis Bergkamp e cia e perderam por 2 a 0.

Recentemente, na Copa do Japão e da Coreia do Sul, a Irlanda era treinada por Mick McCarthy e contava com Shay Given, Steve Finnan, Damien Duff e Robbie Keane. Não perderam na primeira fase, sendo que empataram em 1 a 1 com Camarões e Alemanha e derrotaram a Arábia Saudita. Enfrentou a Espanha nas oitavas. Neste jogo, Fernando Morientes fez 1 a 0 para a Roja aos oito minutos de jogo. Mas os britânicos conseguiram empatar com um gol de pênalti convertido por Robbie Keane aos 45 do segundo tempo. Como nenhum jogador fez um gol na morte súbita, um goleiro foi decisivo na classificação. Iker Casillas brilhou e defendeu duas cobranças e os espanhóis avançaram com 3 a 2 nos pênaltis.

Quatro anos depois, não se classificaram para a Alemanha após terminarem atrás de França e Suíça nas eliminatórias. Também ficaram ausentes do Mundial de 2010. Os Bleus novamente foram os algozes dos Boys in Green depois de William Gallas marcar um gol na prorrogação no segundo jogo dos playoffs para a Copa da África do Sul. Mais do que nunca os irlandeses lamentaram não terem se classificado para o Mundial, já que Gallas marcou o gol após ter recebido um passe de Thierry Henry, que dominou a bola com a mão antes de fazer a assistência. Shay Given e o técnico Giovanni Trapattoni alertaram o árbitro que o lance foi irregular, mas o juiz validou o gol e os irlandeses ficaram de fora da Copa.

O desempenho da Irlanda nas Eurocopas também não é melhor. Participou do torneio continental uma única vez e foi eliminada na primeira fase em 1988. Olhando a atual seleção e o desempenho dela, é possível que a Irlanda dispute a Eurocopa de 2012. No Grupo B, com Rússia na liderança com nove pontos, Armênia e Eslováquia com sete, Macedônia com quatro e Andorra sem ter pontuado, os Boys in Green estão em segundo lugar com sete pontos pelo critério de pontos conquistados nos confrontos entre as equipes em questão (Armênia e Eslováquia). Lembrando que garantem vaga direta para a competição os vencedores de casa chave mais o melhor segundo colocado. Os outros oito vices de cada grupo disputam os playoffs. Os russos deverão terminar em primeiro na chave e se classificar automaticamente para a Euro 2012. Mas os irlandeses têm chances de ficarem em segundo no grupo e irem para os playoffs.

Mesmo que a seleção irlandesa participe do campeonato continental de 2012, os britânicos não devem chegar muito longe. O elenco é bom, mas quase metade dos titulares que atuaram na partida contra a Eslováquia no dia 12 de outubro do ano passado tinham mais de 30 anos: Shay Given (34), Kevin Kilbane (32), Richard Dunne (31), Robbie Keane (30). Os quatro estiveram presentes no elenco que disputou a Copa de 2002. O jogador do Manchester United John O'Shea tem 29 anos. E apenas dois dos titulares nessa partida tinham menos de 26 anos: Aiden McGeady e Shane Long, ambos com 24. Como se pode perceber, a seleção atual número 35 no ranking da Fifa tem um time composto majoritarimente por veteranos.

Giovanni Trapattoni, no cargo de técnico da seleção irlandesa desde 2008, terá o desafio de descobrir novos talentos, que possam conduzir o país a lutar por uma vaga na Copa do Mundo do Brasil.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo