Europa

A festa monumental da torcida do Trabzonspor é, desde já, um dos maiores símbolos do fanatismo por um clube

Depois de 38 anos sem conquistar o Campeonato Turco, o Trabzonspor proporcionou imagens inacreditáveis na comemoração do título

Para muita gente, o futebol turco possui as torcidas mais fanáticas do planeta. Tal afirmação se baseia na loucura representada pelas massas de Besiktas, Fenerbahçe e Galatasaray. Nos últimos dias, porém, o restante do mundo seria apresentado à potência que gira ao redor do time mais importante do interior da Turquia. O Trabzonspor possui tradição e muita representatividade, ao ser o único clube de fora de Istambul que costumeiramente bate de frente com o trio de ferro. E o fanatismo dos azulgrenás seria exibido em sua máxima potência depois da conquista do Campeonato Turco, no último sábado, após um jejum de 38 anos. A mais pura loucura ao redor do futebol abarrotou as ruas de Trebizonda, cidade cuja região metropolitana chega a 800 mil habitantes.

Nem parece exagero dizer que a torcida inteira do Trabzonspor saiu de casa para festejar a conquista da Süper Lig, desenhada desde o início da temporada. As imagens da comemoração são as mais impressionantes possíveis, de uma multidão que ocupava cada centímetro quadrado de chão e saltava em comemoração. Se a invasão de campo no Estádio Senol Günes, após o empate com o Antalyaspor, já era extremamente simbólica pela ânsia que não se continha na multidão, a escala disso seria multiplicada algumas vezes pelo que aconteceu nas próprias ruas da cidade.

O Trabzonspor tem o imponente apelido de “Tempestade do Mar Negro”. A alcunha pareceu caber perfeitamente para traduzir a celebração. Foi uma tempestade, de gente, que aconteceu no estádio do clube e na cidade como um todo. Os raios que iluminavam as noites se viam materializados em pequenas luzes nas mãos de cada torcedor, de sinalizadores a celulares. E a devastação que fica é a de um clube que sempre será lembrado com respeito ao redor do mundo por tamanha festa. Em tempos de hegemonias tão repetitivas, é bom ver a importância que um título aguardado pode ter a um time tradicional. Melhor ainda quando quem vive isso é uma das torcidas mais fanáticas do planeta.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo