Champions League

Ultras da Juve viajam 36 horas em caminhão personalizado para a final

Por Caio Carrieri, de Berlim

O ressurgimento da Juventus como protagonista no cenário do futebol europeu aflora ainda mais a paixão dos seus torcedores, dispostos a diversas loucuras para seguirem os passos da Velha Senhora em cada canto do continente. A volta dos bianconeri à final da Champions League depois de 12 anos é um enorme incentivo para novas aventuras, como a protagonizada neste final de semana com os Ultras da Drughi, uma das principais torcidas organizadas do clube do norte da Itália, com cerca de 6 mil associados.

LEIA TAMBÉM: A 90 minutos da glória tripla

Enlouquecidos com o desempenho da equipe liderada por Gianluigi Buffon, esses fanáticos personalizaram um caminhão exclusivamente para viajarem a Berlim, onde neste sábado podem assistir contra o poderoso Barcelona a Juve conquistar o terceiro título mais importante da Europa – as outras conquistas aconteceram em 1996 e em 1985. O veículo foi todo decorado com imagens da gloriosa história da Zebra e ainda contou a adaptação de um bar na parte interna. Tudo para aguentar as 36 horas de viagem de Turim à capital alemã, num trajeto de cerca de 1.300 km.

“Tivemos de fazer algumas adaptações no veículo para que ele pudesse rodar na estrada. Trocamos a parte dianteira, a cabine. Viemos em 150 pessoas, mas nem todas têm ingresso para entrar no estádio. Vale tudo pela Juve”, conta Pier, um dos líderes dos ultras.

A poucas horas do jogo contra o Barça, o caminhão fazia a alegria de torcedores alvinegros, que se concentraram na Alexanderplatz, praça central da cidade que serve de ponto de encontro para os italianos. “Se formos campeões, a festa vai ser lá em cima” complementa o ansioso Pier, apontando para a parte superior do veículo, que funcionaria como uma pista de dança.

O caminhão dos Ultras da Juventus (Foto: Caio Carrieri)
O caminhão dos Ultras da Juventus (Foto: Caio Carrieri)

Além da atração trazida pela Drughi, na Alexanderplatz os bianconeros se divertem ao som de DJ, músicas entoadas e de incentivo aos ídolos e, claro, muito cerveja. O ambiente é amistoso e circulam pelo local torcedores de outras equipes, como Inter de Milão, Borussia Dortmund, Bayern de Munique e os rivais do confronto da noite no Estádio Olímpico de Berlim.

Os blaugranas, por sua vez, se encontram na Breitscheidplatz, praça do centro do antigo lado oeste de Berlim, na época em que a cidade era dividida pelo histórico Muro nos tempos de Guerra Fria. Ali, os espanhóis cantam embalados por uma bateria e sob forte calor – os termômetros ultrapassaram a marca dos 30 graus neste sábado ensolarado.

À noite, a festa só continuará para um dos lados após o histórico confronto entre os já campeões em seus campeonatos nacionais.

MAIS FINAL DA CHAMPIONS LEAGUE:

JUVENTUS: Uma senhora rejuvenescida
DUELO: O futuro é de Neymar e Pogba
HISTÓRIA: Onze momentos marcantes do Estádio Olímpico de Berlim
JOGUE: Assuma a prancheta e tente conquistar a Champions

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo