Champions League

Tuchel quebrou seu dedo em preleção do Bayern antes de vitória contra a Lazio

O Bayern de Munique precisava de intensidade para virar o jogo diante da Lazio, e Tuchel deu o tom ainda no vestiário, quebrando o dedo durante uma acalorada preleção -- deu certo

Enfim um pouco de paz e tranquilidade ao torcedor do Bayern de Munique, que vibrou com a vitória dos Bávaros diante da Lazio pelo placar de 3 a 0 e comemorou a classificação de sua equipe para as quartas de final da Champions League. No jogo de ida, a equipe italiana venceu pelo placar de 1 a 0, o que aumentou ainda mais a pressão sobre Thomas Tuchel e seus comandados. O técnico alemão sabia que uma eliminação em casa poderia encerrar seu trabalho à frente do time antes mesmo do fim da temporada e tratou de motivar ao máximo seus jogadores em busca da virada.

A intensidade do treinador do Bayern de Munique em sua preleção antes da partida decisiva foi tanta, que Tuchel chegou a quebrar o dedo de seu pé antes mesmo da bola rolar, segundo informações do Goal. Quem observou o jogo de perto percebeu que o treinador pouco se movimentou na área técnica, devido à dor causada pelo incidente nada comum. Apesar do problema, o comandante alemão comemorou a vitória e afirmou que mesmo com muitas dores, estava feliz pela vitória e pela classificação do time na competição continental.

— Ao dar o meu discurso pré-jogo, acabei batendo na porta e pensei que poderia ter sofrido uma fratura no dedo do pé, pelo menos parece isso. Senti muitas dores e foi por isso que não consegui ficar de pé e sentar durante o jogo. Mas é tudo de bom. Recebi tratamento imediatamente, mas não tive coragem de tirar meu sapato, pois estava preocupado em não conseguir recuperá-lo — revelou Tuchel.

Preleção de Tuchel dá resultado e Bayern domina a Lazio

Há um ditado que diz que não existe ganho sem dor, não é? Pois bem, parece que Tuchel aplicou isso em seu sentido mais literal, já que com dores à beira do gramado observou um Bayern de Munique, insinuante, envolvente, que já na primeira etapa de jogo na Allianz Arena definiu a partida. Harry Kane marcou aos 39 minutos e Thomas Müller ampliou o marcador aos 47, após um primeiro tempo de amplo domínio dos Bávaros. Foram nada mais nada menos do que 17 chutes dos alemães, sendo quatro na direção da meta, contra apenas três do time da Lazio.

Não fosse a pressa em querer definir a jogada e um capricho maior na conclusão das jogadas e o Bayern de Munique teria aumentado ainda mais o placar. No segundo tempo, Harry Kane foi para as redes novamente aos 21 minutos, marcando o seu 33º gol em 33 jogos nesta temporada, absurda média de um por partida, fechando o marcador e concretizando a classificação dos Bávaros para as quartas de final da Champions League.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo