Champions League

Trezeguet: “Duelo com Real Madrid pode ser uma revanche para Griezmann”

A semana é de Champions League com um duelo fantástico nesta terça-feira: o clássico entre Real Madrid e Atlético de Madrid. Será mais um encontro entre os dois times, que já decidiram o título duas vezes nos últimos três anos. Sem contar que no ano que não decidiram o título, em 2014/15, se enfrentaram nas quartas de final e, em todas as vezes, o Real Madrid saiu vitorioso. O último duelo, na final da temporada passada, 2015/16, ainda teve Antoine Griezmann como personagem: ele perdeu um pênalti na final, que acabou vencida pelos merengues nos pênaltis. Será que desta vez o Atlético vence? Para David Trezeguet, ex-jogador da seleção francesa, é uma chance de vingança para Griezmann.

LEIA TAMBÉM: Com Formiga e Cristiane, PSG elimina Barça e desafiará Lyon na final da Champions feminina

“O Real Madrid está acostumado com esse tipo de jogos e em competir no mais alto nível. Os jogadores deles são tã efetivos, eles são sérios candidatos a manter o troféu da Champions League. Por outro lado, eu acho que Antoine terá um papel importante porque ele é o jogador chave do Atlético. Além disso, o encontro pode ser um pouco de uma revanche pessoal depois de perder a final em Milão, quando ele perdeu o pênalti. Ele está indo muito bem novamente este ano, o que é muito importante para o time e para ele pessoalmente”, analisou Trezeguet.

“Antoine é um jogador interessante porque ele é alguém que gosta de trabalhar com meio-campistas e atacantes. A habilidade de estar envolvido no jogo do time é muito boa. Ele é muito alerta, tanto em termos de defesa quanto de ataque, ele marca muitos gols e ele está ficando melhor. Ele está melhorando a sua visão no campo e está mais rápido também. Ele também é um jogador que pode se adaptar a qualquer situação, o que é interessante no futebol moderno. Não há dúvida que estamos testemunhando um fenômeno em ação”, declarou ainda o ex-atacante francês.

Campeão do mundo em 1998 e da Eurocopa em 2000, inclusive fazendo o gol do título no gol de ouro contra a Itália, Trezeguet é um nome marcante na história na história da seleção francesa. Ele comentou sobre o momento dos Bleus, que tem em Griezmann a sua principal estrela.

“A França está se tornando candidato ao título de novo. A geração de jogadores, liderada por Griezmann, conseguiu ressoar com o público francês mais uma vez. Os torcedores acreditam neles e no técnico. Mesmo que eles tenham perdido a final da Eurocopa para Portugal, houve uma mudança significativa da atmosfera, incluindo no time e o senso de comprometimento dos jogadores com o seu país. E depois de ter diferentes ídolos em diferentes gerações, eu acho que Griezmann é o membro mais simbólico desta geração de jogadores por causa da sua idade, seu desejo e porque ele tem mostrado que é um jogador de alto nível”, afirmou ainda o ex-jogador da seleção francesa.

Juventus x Monaco, duelo de ex-times de Trezeguet

O Monaco faz uma campanha excelente na Ligue 1 e pode conquistar o título nacional pela primeira vez desde a temporada 1999/2000, quando tinha Trezeguet entre as suas estrelas. Ele ficou no clube do principado de 1995 até 2000. Deixou o clube para defender a Juventus e ficou 10 anos por lá, até 2010. Os dois times se encontram na semifinal da Champions League, o que deixa o ex-jogador dividido.

“Para ser honesto, eu quero uma final Monaco x Juventus, mas eles foram sorteados nas semifinais. É um jogo especial para mim porque os dois clubes foram uma parte importante da minha vida. Eu acho que a Juventus é favorita pela sua história, mas vendo o que o Monaco fez, eles irão competir em pé de igualdade”, analisou o ex-jogador dos dois clubes.

Na TV

Real Madrid x Atlético de Madrid
Terça, 15h45 – Globo, Band e EI Maxx

Monaco x Juventus
Quarta, 15h45 – EI Maxx

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo