Champions League

Titular, Paulinho mostrou mais uma vez que tem muito a oferecer ao Barcelona

A chegada de Paulinho surpreendeu muita gente, especialmente na Catalunha, mas o brasileiro parece ter conquistado seu espaço no time. Nesta quarta-feira, foi titular contra o Olympiacos, na vitória por 3 a 1 do time catalão em casa, e mostrou algumas das qualidades que o tornam importante para o time.

LEIA MAIS SOBRE A CHAMPIONS LEAGUE

Apesar de ser um jogo de Champions League, a torcida do Barcelona não pareceu se empolgar muito. Pouco mais de 55 mil pessoas viram o jogo no estádio (que tem capacidade para pouco mais de 99 mil pessoas), com uma chuva constante que caiu em Barcelona.

Paulinho começou a partida como titular no lugar que é normalmente ocupado por Ivan Rakitic. Formou o meio-campo com Sergio Busquets mais atrás e ao lado de Andrés Iniesta. No ataque, Deulofeu formou trio com Luis Suárez e Lionel Messi.

O jogo com o Olympiacos, claro, não é um desafio técnico dos mais altos. O time grego não vem em grande fase e está bem longe de ser um dos bons times que podem complicar o Barça. Dito isso, Paulinho conseguiu mostrar a sua boa chegada ofensiva, que é o que mais tem chamado a atenção, ao mesmo tempo que a sua força física o tornou importante também na recuperação do time sem a bola.

Aos 24 minutos, Paulinho, de cabeça, quase marcou o segundo ao seu estilo: aparecendo dentro da área. O camisa 15 se antecipou ao goleiro e tocou de cabeça, mas a bola bateu no travessão. Ficou no quase.

O Barcelona chegou a marcar um gol aos 43 minutos do primeiro tempo, mas foi anulado. Deulofeu cruzou da direita e Piqué, que apareceu dentro da área, tocou para dentro com a mão. Como já tinha cartão amarelo, o árbitro mostrou o segundo e expulsou o zagueiro. Um gol catalão virou expulsão, algo bem inesperado.

Como a expulsão foi no fim do jogo, o Barcelona jogou os minutos finais do primeiro tempo com Busquets na zaga. No intervalo, o técnico Ernesto Valverde (que, aliás, já treinou o Olympiacos) tirou o atacante Gerard Deulofeu e colocou o zagueiro Javier Mascherano, recompondo a linha defensiva. Pior para o ponta espanhol, que fazia uma boa partida.

Mesmo com um jogador a menos, no segundo tempo o Barcelona não só dominou completamente as ações, ficando muito com a bola, mas também conseguiu mais gols. Aos 16 minutos, Messi cobrou uma falta com categoria e marcou 2 a 0.

Logo depois, aos 19, Messi fez uma linda jogada pela direita, dentro da área, entortando a marcação e cruzando. A bola passou por Paulinho, que furou, e sobrou na esquerda para o lateral esquerdo Lucas Digne, que chutou forte e marcou 3 a 0. Mesmo com muito tempo pela frente, o jogo já estava definido.

O Olympiacos conseguiu até diminuir o placar, de cabeça, aos 44 minutos. Curiosamente, o jogador que marcou o primeiro gol do jogo, contra, marcou desta vez a favor. Konstantinos Fortounis levantou na área e Dimitris Nikolaou marcou.

É verdade que Paulinho não é um marcador implacável, mas a sua força e velocidade foram importantes para o Barcelona conseguir impedir os ataques dos gregos, além de continuar com chegada à frente. Ser forte, veloz e bom pelo alto são características que nenhum dos meio-campistas do Barcelona tem.

Foi Paulinho o jogador que mais fez passes no jogo: 108, com 96% deles certos. Na entrevista coletiva do dia anterior ao jogo, Paulinho falou muito em correr por Messi, o “melhor do mundo”, nas suas palavras. Suas características diferente de Rakitic e Iniesta tornam o time mais completo. E, cada vez mais, parece ser necessário arrumar um lugar para o brasileiro jogar. Assim como na seleção, ele está se fazendo imprescindível.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo