Champions League

Slovan avança na Champions com um gol olímpico no 123° minuto, enquanto Pyunik consegue milagre contra o Cluj na Romênia

Numa rodada cheia de resultados emocionantes pelas preliminares da Champions, Vladimir Weiss fez mágica para garantir a passagem do Slovan Bratislava

Vladimir Weiss está entre os jogadores mais conhecidos da seleção da Eslováquia na última década. O fato de ter sido treinado por seu pai na Copa de 2010 ajudou, mas o meia também disputou duas Eurocopas e soma 77 aparições pela equipe nacional. Já por clubes, Weiss passou por equipes importantes. Não teve espaço no Manchester City, onde se formou, mas rodou por Rangers, Espanyol, Olympiacos, Pescara e Bolton. Também fez dinheiro no Catar, por Lekhwiya e Al-Gharafa, antes de voltar ao seu país e ter a primeira experiência na liga local pelo Slovan Bratislava. Eleito o melhor jogador do país em 2021, o veterano de 32 anos faria mágica na Champions League nesta quarta-feira. Marcou um gol olímpico nos acréscimos do segundo tempo da prorrogação, que classificou o Slovan à segunda fase classificatória.

Curiosamente, Weiss é novamente treinado por seu pai no Slovan Bratislava, contratado depois da chegada do filho. Os dois ajudam o clube a dominar o Campeonato Eslovaco, mas passaram aperto nesta primeira fase da Champions. A situação começou a se complicar logo na ida contra o Dinamo Batumi, com o empate por 0 a 0 na Eslováquia. Já a visita à Geórgia teria outro 0 a 0 durante os 90 minutos, até que os visitantes prevalecessem com uma virada dificílima por 2 a 1 na prorrogação.

O Dinamo abriu o placar aos nove minutos do primeiro tempo extra. Zuriko Davitashvili passou no meio de três e chutou firme para marcar. O cenário estava montado para a classificação dos georgianos, diante de ótimo público em Batumi. O Slovan Bratislava buscou o empate aos 10 minutos do segundo tempo da prorrogação, com Tigran Barseghyan. Até aí, a definição do classificado iria para os pênaltis. Weiss evitou o drama com um malandro gol olímpico. Viu o goleiro fora de posição e o primeiro pau aberto. Arriscou o chute direto e Lazare Kupatadze não se recuperou, entrando nas redes com bola e tudo. Era um momento memorável aos eslovacos.

O Slovan Bratislava deverá ter bem mais dificuldades na próxima fase. Seu adversário será o Ferencváros, que não tomou conhecimento do Tobol. O empate por 0 a 0 no Cazaquistão não animava, mas os alviverdes atropelaram em Budapeste por 5 a 1. Foram três gols em apenas 21 minutos, dois de Adama Malouda Traoré (ex-Sheriff Tiraspol) e outro de Aïssa Laïdouni. Igor Sergeyev até descontou na sequência, mas Fortune Bassey fez outros dois para os húngaros na segunda etapa.

Já a maior decepção é o Cluj, atual pentacampeão romeno e que possui três aparições na fase de grupos da Champions. Os grenás perderam a Supercopa da Romênia para o pequeno Sepsi e davam sinais de fraqueza. Agora, foram eliminados pelo Pyunik Yerevan. Na ida, o empate por 0 a 0 na Armênia não era o pior dos mundos. Entretanto, existia grande pressão antes do reencontro na Transilvânia. O técnico Dan Petrescu chegou a afirmar que os adversários vinham em boas condições por estarem “num hotel cinco estrelas”. Fato é que o Pyunik venceu por 4 a 3 nos pênaltis, após o 2 a 2 nos 120 minutos.

Seria uma partida de contornos heroicos para os visitantes. O Cluj precisou de seis minutos para abrir o placar, com Nana Boateng. O Pyunik empatou aos 44 do segundo tempo, numa cabeçada do zagueiro Zoran Gajic. Aos quatro minutos da prorrogação, os romenos retomaram a dianteira num belo tento de Claudiu Petrila, após o bolão de Ciprian Deac. E, mesmo com um pênalti perdido por Hovhannes Harutyunyan no início do segundo tempo extra, o Pyunik igualou novamente a um minuto do fim. O herói? O mesmo Zoran Gajic, que já fazia as vezes de atacante e aproveitou um rebote do goleiro. Com o moral lá no alto, os armênios foram mais competentes nos pênaltis, com dois erros romenos. Petrila acertou o travessão e Mário Camora parou no goleiro David Yurchenko. O Pyunik Yerevan encarará o Dudelange na próxima fase.

Dentre os favoritos, quase uma hecatombe também aconteceu com o Bodo/Glimt nas Ilhas Faroe. O Raio venceu a ida por 3 a 0 na Noruega, mas flertou com a eliminação ao ser derrotado pelo KÍ por 3 a 1 na volta. Os aurinegros tiveram seus problemas na viagem e, por conta da neblina que atrasou a decolagem, o jogo acabou adiado em um dia. Quando a bola finalmente rolou em Klaksvík, os anfitriões quase cometeram o crime. Mads Boe Mikkelsen (que não é o ator) e Jákup Andreasen anotaram dois gols em 20 minutos. O Glimt descontou no início do segundo tempo, com um pênalti convertido por Victor Boniface. Porém, Andreasen voltou a marcar aos 40 e os azarões ficaram a um gol da prorrogação.

O adversário do Bodo/Glimt será o Linfield. Os norte-irlandeses avançaram com muita emoção diante do The New Saints. Os galeses ganharam por 1 a 0 em casa e tomaram o troco em Belfast, antes que os adversários fechassem a conta em 2 a 0 na prorrogação. O Linfield estava sendo eliminado até os 49 do segundo tempo, quando Jamie Mulgrew aproveitou a sobra de um escanteio para mandar uma sapatada de fora da área. Golaço salvador, que dava mais meia hora de sobrevida. E, com cinco minutos do primeiro tempo extra, Ethan Devine apareceu na área para concluir a classificação dos norte-irlandeses.

Por fim, o Maribor superou os problemas para eliminar o Shaktyor Soligorsk fora de casa. Após o empate por 0 a 0 na Eslovênia, os visitantes ganharam por 2 a 0 na Turquia – já que os clubes de Belarus não podem mandar suas partidas no território nacional, diante do embargo imposto pela Uefa em relação à participação do país na invasão da Ucrânia. O triunfo está na conta de Roko Baturina, que abriu o placar com colaboração do goleiro e ampliou num contra-ataque. O Maribor terá como próximo adversário o Sheriff Tiraspol.

Abaixo, todos os confrontos da segunda fase preliminar da Champions. As partidas acontecerão nas próximas duas semanas. Além da Rota dos Campeões, começará também a Rota da Liga. Vale lembrar que os times eliminados nesta primeira fase terão uma segunda chance na temporada europeia, repescado às classificatórias da Conference League.

Rota dos Campeões

Ferencváros x Slovan Bratislava
Dinamo Zagreb x Shkupi
Qarabag x Zurique
HJK Helsinque x Viktoria Plzen
Linfield x Bodo/Glimt
Zalgiris x Malmö
Ludogorets x Shamrock Rovers
Maribor x Sheriff Tiraspol
Maccabi Haifa x Olympiacos
Pyunik Yerevan x Dudelange

Rota da Liga

Midtjylland x AEK Larnaca
Dynamo Kiev x Fenerbahçe

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo