Champions League

Roma não se deu por vencida e arrancou um empate do eletrizante 3 x 3 contra o Chelsea

O empate entre Qarabag e Atlético de Madrid, antes do início da maioria dos jogos da rodada da Champions League, foi uma boa notícia para Chelsea e Roma. Quem vencesse o jogo de Stamford Bridge encaminharia muito bem a classificação às oitavas de final. Ninguém venceu. O empate por 3 a 3 acabou sendo melhor para os italianos, que atuaram fora de casa e, em certo momento, haviam virado a partida depois de estarem perdendo por dois gols de diferença.

LEIA MAIS: O Atlético de Madrid volta do Azerbaijão com uma dor de cabeça que não esperava

Importante resultado para a Roma, também, pelo brio demonstrado e pela reação, depois de ter sido derrotada com certa facilidade pelo Napoli, no último fim de semana, e por ainda não ter realizado uma sequência de boas partidas. O novo projeto romanista, comandado por Monchi e Eusebio di Francesco, está no começo e ainda não decolou.

A primeira parte do jogo foi sob medida para o Chelsea de Antonio Conte, uma equipe que se defende muito bem e dá botes certeiros para construir suas vitórias. Uma estrutura tão rígida que a aparição de David Luiz no campo de ataque, como ele gostava de fazer em outros tempos, foi uma surpresa. O zagueiro brasileiro bateu muito mal da intermediária, mas o rebote da defesa italiana voltou aos seus pés. Na segunda tentativa, Luiz abriu o placar.

A Roma foi assumindo o controle das ações, mas estava vulnerável aos contra-ataques. Errar passe na altura da linha de meio-campo poderia ser fatal. Hazard recuperou um desses e disparou até a entrada da área, batendo rasteiro, com perigo. Nainggolan saiu na cara de Courtois, com grandes probabilidades de empatar, mas o goleiro belga defendeu com os pés.

Em outra roubada de bola na altura do meio-campo, Hazard deixou com Morata, que tentou bater. O arremate foi bloqueado, subiu e caiu mansinho para o craque do Chelsea fazer 2 a 0. Antes do intervalo, a Roma diminuiu com Kolarov, que fez uma linda jogada individual, passando por Azpilicueta e Zappacosta, e bateu para o gol. Contou com o desvio para marcar.

O segundo tempo foi mais movimentado. E a tão boa defesa do Chelsea bobeou demais no gol de empate. Fazio, com muita liberdade, lançou do meio-campo, e Dzeko, também sozinho, entrou na área para finalizar de primeira e marcar um belo gol. Seis minutos depois, Kolarov bateu falta da esquerda, e o bósnio apareceu na primeira trave para virar a partida.

O Chelsea conseguiu evitar uma derrota catastrófica em casa graças a uma boa jogada do setor ofensivo, que trocou passes até a bola chegar a Pedro. O cruzamento, baixo, encontrou a cabeça de Hazard, que nem precisou sair do chão para empurrar a bola no canto de Alisson, também aproveitando os espaços deixados pela defesa da Roma. Bruno Peres, pela direita, descolou o cruzamento para Dzeko quase fazer o quarto. Mas sua cabeçada foi para fora.

O Chelsea lidera o grupo com sete pontos. A Roma tem cinco. E o Atlético de Madrid, complicando-se no grupo. apenas dois. Os espanhóis precisam vencer o Qarabag de qualquer jeito e conseguir tirar a diferença nos confrontos diretos.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo