Champions League

Real rende na hora certa, vence Mönchengladbach e avança na Champions como líder da chave

O roteiro tem se tornado cada vez mais comum: pressionado após maus resultados, o Real Madrid de Zinédine Zidane responde quando mais importa e dá um respiro a seu treinador. Nesta quarta-feira (9), na rodada final da fase de grupos da Champions League, os merengues controlaram o Borussia Mönchengladbach e venceram os alemães por 2 a 0, com dois gols de Karim Benzema. Como resultado, os espanhóis terminam como líderes de sua chave, mesmo tendo visto sua classificação em risco ao longo das últimas rodadas.

Como em várias oportunidades recentes, Zidane escalou Lucas Vázquez pela lateral direita, enquanto os brasileiros Rodrygo e Vinícius Júnior foram titulares pelas pontas. No meio de campo, a escolha foi por medalhões, com Casemiro, Kroos e Modric compondo o setor. Já o Borussia Mönchengladbach teve Breel Embolo no comando de ataque, com Pléa e Thuram pelas pontas, cortando para dentro, e Stindl como meia de armação.

O primeiro tempo foi de domínio do Real Madrid, que teve 65% da posse e fez os alemães correrem atrás da bola e se desgastarem. Vázquez, um ponta de origem, teve boa presença no ataque, e Modric jogou como em seu auge, com muita movimentação e se projetando bem dentro da área.

O gol inaugural não demorou a chegar. Aos nove minutos, Lucas Vázquez cruzou com precisão na cabeça de Benzema, que finalizou longe do alcance de Yann Sommer. A melhor oportunidade de empate do Mönchengladbach veio aos 25 minutos: Neuhaus tocou em profundidade para Pléa, que apareceu na cara de Courtois. O belga fechou bem o ângulo, o atacante tocou por cima do goleiro, mas a bola passou rente à trave esquerda do arqueiro.

Em uma espécie de replay do primeiro gol, desta vez partindo de cruzamento de Rodrygo, Benzema subiu sozinho, mais uma vez na segunda trave, e cabeceou para fazer 2 a 0 aos 32 minutos da primeira etapa.

Em mais uma jogada iniciada pelos flancos, aos 39 minutos, o Real Madrid quase chegou ao 3 a 0. Vázquez cruzou baixo, e Modric apareceu bem dentro da área, no primeiro poste, acertando a trave.

Aos 43 minutos, os merengues balançaram a rede pela terceira vez, mas o lance foi invalidado por impedimento. Em ótima trama ofensiva, Kroos tocou de cabeça para dentro da área, Varane ajeitou também de cabeça, e Benzema fez o pivô para a chegada de Modric, que encheu o pé para marcar. Varane, no entanto, estava em posição avançada ao receber a bola no decorrer da jogada.

Completamente controlado na primeira etapa, Marco Rose resolveu voltar para o segundo tempo com uma mudança dupla no Mönchengladbach, a mais importante delas no meio de campo. Zakaria e Lazaro entraram nos lugares de Embolo e Wendt. Com a entrada de Zakaria, o Mönchengladbach ganhou um homem a mais no setor central, buscando assumir o controle das ações e diminuir o impacto de Modric e Kroos, ambos com bastante participação no jogo ofensivo do Real.

Apesar da tentativa, o Real Madrid manteve o encontro sob controle. Por vezes até ofereceu a bola aos alemães, mas apenas para expor o adversário a contra-ataques, tentando pegar a última linha de defesa da equipe de Rose avançada. Em geral, no entanto, manteve a bola e criou várias oportunidades de marcar, parando nas traves e em uma grande atuação de Sommer.

Aos quatro minutos, Rodrygo fez bonita jogada pela direita e cruzou de novo na cabeça de Benzema. A finalização foi certeira, mas desta vez o goleiro do Mönchengladbach segurou. Aos 18, Kroos arriscou de esquerda, de fora da área, e Sommer fez grande defesa, atirando-se ao ângulo direito superior para evitar o golaço do alemão.

Dez minutos mais tarde, Kroos cruzou, e Sergio Ramos cabeceou com força. A bola tinha direção e viajou com velocidade, mas Sommer se esticou para fazer a melhor de suas defesas no duelo. No rebote, Benzema carimbou o travessão. Aos 33 minutos, Vázquez foi quem acertou o poste, desta vez a trave esquerda.

Para os minutos finais, a partir dos 29, Zidane sacou Vinícius Júnior e Rodrygo, promovendo as entradas de Asensio e Sergio Arribas. Em mais uma jogada pela ponta, Vázquez, já aos 44 do segundo tempo, cruzou de novo para cabeçada de Benzema, mas Sommer mais uma vez apareceu no meio do caminho para evitar o triplete do francês.

Longe de suas melhores atuações nesta Champions League, o Borussia Mönchengladbach foi engolido pelo Real Madrid. Uma jornada tão infeliz, em uma chave tão disputada quanto este grupo B, normalmente custaria a vaga às oitavas de final. No entanto, na outra partida, a Inter e o Shakhtar Donetsk não saíram do empate em 0 a 0. Com isso, os alemães juntam-se ao Real entre os classificados, ocupando o segundo lugar.

Como já virou costume sob o comando de Zidane, os merengues renderam na hora certa, com os jogadores vindo ao resgate do técnico e lhe dando um necessário respiro em um começo de temporada irregular. Uma campanha errática e marcada por duas derrotas para o Shakhtar Donetsk de repente se transforma em uma classificação com direito à liderança da chave, um impulso importante que complementa a vitória sobre o Sevilla no fim de semana, por La Liga, e prepara a equipe para o dérbi contra o líder Atlético de Madrid, neste sábado (12).

Classements proposés par SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo