Champions League e Liga Europa definiram o chaveamento dos mata-matas nesta segunda-feira. Diversos desses duelos, aliás, possuem seus precedentes nas copas europeias. Os reencontros são mais comuns nas oitavas de final da Champions, guardando até antigas decisões de competição continental. De qualquer maneira, a Liga Europa igualmente trará embates históricos nos 16-avos de final, mesmo que menos numerosos proporcionalmente. Abaixo, separamos um jogo anterior para cada confronto, relembrando um pouco da história. Alguns desses episódios deverão ser ampliados mais para frente, com novos textos específicos às vésperas das partidas. Confira:

Manchester City x Borussia Mönchengladbach
Quartas de final da Copa da Uefa 1978/79

Um confronto que já valeu pelas quartas de final da Copa da Uefa. O Manchester City vinha de boas campanhas no Campeonato Inglês, mas não a ponto de competir com o Borussia Mönchengladbach, potência da Bundesliga que também vivia suas últimas glórias na década de 1970. O empate por 1 a 1 em Maine Road foi seguido pela vitória por 3 a 1 no Estádio Bökelberg. Christian Kulik, Hans-Günter Bruns e Karl Del’Haye fizeram os gols da classificação, enquanto Kazimierz Deyna descontou ao City, Treinados por Udo Lattek, os Potros terminariam com o título daquela Copa da Uefa, reunindo destaques como Allan Simonsen e Ewald Lienen.

Chelsea x Atlético de Madrid
Semifinal da Champions 2013/14

Uma semifinal recente e uma das maiores vitórias de Diego Simeone à frente do Atlético de Madrid. No Vicente Calderón, prevaleceu o empate por 1 a 1. Enquanto isso, em Stamford Bridge, os colchoneros derrotaram o Chelsea de José Mourinho por 3 a 1. Fernando Torres até abriu o placar aos Blues (sem comemorar), mas Adrián, Diego Costa e Arda Turan garantiram a classificação. Thibaut Courtois foi outro a se destacar na meta rojiblanca, pouco antes de retornar a Londres. Depois de 40 anos, o Atleti voltava à decisão.

Juventus x Porto
Final da Recopa 1983/84

Porto e Juventus chegaram a disputar uma final de Recopa em 1983/84. Apesar da ascensão do Porto, que logo depois faturaria a Champions, ficava difícil de competir com o timaço da Juve treinado por Giovanni Trapattoni. Beniamino Vignola abriu o placar à Velha Senhora, António Sousa até empatou e Zbigniew Boniek definiu o placar na Basileia. Michel Platini, Paolo Rossi, Marco Tardelli, Gaetano Scirea, Claudio Gentile e Antonio Cabrini estavam entre as feras juventinas.

Paris Saint-Germain x Barcelona
Final da Recopa 1996/97

PSG e Barcelona têm uma porção de grandes encontros recentes pela Champions, com direito à famosa virada por 6 a 1 dos blaugranas. Ainda assim, a única vez que os dois times se encararam valendo taça foi em 1997, pela antiga Recopa. Os franceses tinham um time forte treinado por Ricardo Gomes, com Raí e Leonardo entre os destaques em campo. O Barça, contudo, contava com Ronaldo endiabrado – além de Luis Figo, Luis Enrique, Pep Guardiola, Hristo Stoichkov e outras grandes figuras. O Fenômeno sofreu e converteu o pênalti no triunfo por 1 a 0, que deu a taça.

Borussia Dortmund x Sevilla
Fase de grupos da Liga Europa 2010/11

O Borussia Dortmund iniciaria seu bicampeonato alemão com Jürgen Klopp naquela temporada em que disputou a Liga Europa. O Sevilla não foi tão longe, mas ajudou a derrubar os aurinegros. Os rojiblancos venceram por 1 a 0 no Signal Iduna Park e confirmaram a passagem graças ao 2 a 2 da última rodada no Ramón Sánchez-Pizjuán. Romaric e Frédéric Kanouté fizeram os gols dos espanhóis, enquanto Shinji Kagawa e Neven Subotic anotaram aos alemães. Com isso, PSG e Sevilla avançaram.

Manchester United x Real Sociedad
Fase de grupos da Champions 2013/14

A Real Sociedad esteve na Champions 2013/14 após despachar o Lyon nas preliminares, mas não se saiu bem. Curiosamente, seu único ponto na fase de grupos veio num 0 a 0 dentro de Anoeta, contra o líder Manchester United. Treinados por David Moyes, os Red Devils fizeram sua parte em Old Trafford, em triunfo por 1 a 0 garantido por um tento contra de Iñigo Martínez. O Bayer Leverkusen ficaria com a segunda vaga da chave, enquanto o Shakhtar Donetsk acabou repescado à Liga Europa.

Benfica x Arsenal
Segunda fase da Champions 1991/92

O Arsenal estava há nove temporadas longe das copas europeias e retornava à Champions em 1991/92 após um hiato de 20 anos no torneio. O Benfica, por sua vez, vinha de duas finais recentes e provou sua tarimba internacional. Na ida, prevaleceu o empate por 1 a 1 no Estádio da Luz. Já na volta, nova igualdade por 1 a 1, mas dois gols benfiquistas na prorrogação valeram a classificação. O atacante brasileiro Isaías, autor de dois tentos, foi herói do time de Sven-Göran Eriksson. Os benfiquistas pararam no quadrangular semifinal, que botou o Barcelona na decisão.

Milan x Estrela Vermelha
Oitavas de final da Champions 1988/89

Este foi o momento em que o Milan de Arrigo Sacchi ficou mais próximo de deixar escapar seu bicampeonato continental, ainda na campanha do primeiro título. O Estrela Vermelha arrancou o empate por 1 a 1 no San Siro e vencia por 1 a 0 no Marakana, até o início do segundo tempo, com gol de Dejan Savicevic – além de Pietro Paolo Virdis expulso do outro lado. Todavia, a neblina impediu a continuidade do duelo e, conforme o regulamento, o jogo deveria ser recomeçado do zero. Marco van Basten abriu o placar em Belgrado, Dragan Stojkovic empatou e o novo empate por 1 a 1 forçou os pênaltis. Com o triunfo por 4 a 2 na marca da cal, os milanistas seguiram às quartas de final.

Red Bull Salzburg x Villarreal
16-avos de final da Liga Europa 2014/15

O Red Bull Salzburg vinha de uma grande campanha na fase de grupos da Liga Europa, mas não aguentou o Villarreal. Foram duas vitórias do Submarino Amarelo. Começou ganhando por 2 a 1 no Madrigal e anotou 3 a 1 dentro da Red Bull Arena. Luciano Vietto, duas vezes, e Giovani dos Santos anotaram os gols na ocasião. Os espanhóis seriam eliminados pelo campeão Sevilla na fase seguinte.

Lille x Ajax
Fase de grupos da Champions 2019/20

Lille e Ajax se reencontram, depois de terem se pegado na fase de grupos da Champions passada. Os franceses ficaram na lanterna, com os Ajacieden criando uma falsa impressão de força pelos resultados diretos. Ganharam por 3 a 0 em Amsterdã – com gols de Quincy Promes, Edson Álvarez e Nicolás Tagliafico. Também fizeram 2 a 0 na França, com Hakim Ziyech e Promes. Porém, com a derrota em casa para o Valencia na última rodada, os Godenzonen acabaram repescados à Liga Europa – tal qual agora.

Club Brugge x Dynamo Kiev
Preliminares da Champions 2019/20

Outro jogo fresco na Champions é Club Brugge e Dynamo Kiev. Foi uma partidaça, pela terceira fase preliminar. Os belgas garantiram o triunfo em casa por 1 a 0, tento de Hans Vanaken. Já o empate por 3 a 3 no Estádio Olímpico de Kiev saiu com muito esforço. Vitaliy Byalskyi abriu o placar aos ucranianos, enquanto Simon Deli empatou. Volodymyr Shepelyev retomou a vantagem no início do segundo tempo e só aos 43 o Club Brugge voltou a igualar, com Ruud Vormer. A vaga parecia possível ao Dynamo quando um gol contra de Brandon Mechele valeu a dianteira outra vez aos 48, com o time precisando de mais um para avançar. Contudo, Loïs Openda selou a classificação dos visitantes aos 50.