Champions League

O torcedor que vai se lamentar para sempre por ter deixado o Camp Nou aos 38 do segundo tempo

“O jogo só acaba quando termina”. Quantas vezes você já não ouviu esta frase? E a máxima se cumpriu da maneira mais dolorosa possível nesta quarta, para alguns descrentes que deixaram o Camp Nou antes mesmo que a virada do Barcelona sobre o Paris Saint-Germain se consumasse. O jornal holandês AD traz a história de Cris Rolandus, morador de Roterdã que costuma frequentar as arquibancadas catalãs. O torcedor teve a infeliz ideia de desistir da partida aos 38 minutos do segundo tempo, quando o placar apontava 3 a 1. E vai se lamentar para sempre por aquilo que não viu.

“Quando eu estava quase fora do estádio, eu vi que fizeram 4 a 1. ‘Tudo bem’, eu pensei. Mas não me preocupei, porque o jogo já estava quase acabando. Eu estava fora quando eu ouvi a comemoração pelo segundo gol de Neymar, o quinto do Barcelona. ‘Ah, não, não vai acontecer, vai?’, eu disse a mim mesmo. Minha família e meus amigos estavam mandando mensagens empolgados, mas eu tive que confessar que deixei as arquibancadas”, relatou.

Segundo Rolandus, ele teve tempo de ver o sexto gol ao vivo. Chegou na porta de um bar e, pela janela, observou Sergi Roberto completando o cruzamento de Neymar. O que machucou ainda mais: “A dor era insuportável quando eu olhei para o canto do estádio, para onde Sergi Roberto corria para comemorar seu gol. Eu estava sentado bem ali, na oitava fileira. Eu senti como se eu estivesse em uma festa entre a morte e o pecado mortal”.

“Eu estava completamente fora de mim. Eu passei o resto da noite olhando para o nada. Eu geralmente demoro 40 minutos do Camp Nou ao meu apartamento em Barcelona, mas na última noite a caminhada durou horas. Esse espetáculo nunca vai acontecer de novo. Eu comprei o ingresso há meses. Fiquei desapontado pelos 4 a 0 em Paris. Eu nunca pensei que o segundo jogo seria assim”, completou.

Que fique a lição: exceto em casos extremos, nunca deixe uma partida antes do apito final. O melhor do futebol acontece justamente quando menos se espera. E outra oportunidade para Rolandus ser testemunha ocular de uma virada como essas dificilmente acontecerá.

[embedcode get="script" playlist_id="match"]
Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo