A Groupama Arena, em , era palco a uma noite histórica nesta quarta-feira. Pela primeira vez desde 1995, o recebia uma partida pela fase de grupos da Champions League. Apesar do público restrito, a fez barulho atrás de um dos gols do estádio – em aglomeração dos ultras contraindicada por especialistas em tempos de pandemia, ainda mais em um país que vive o aumento diário no número de casos. De qualquer forma, os alviverdes puderam comemorar o resultado que, se não foi o ideal, teve ares de heroísmo. O Dynamo Kiev era um visitante indigesto e abriu dois gols de vantagem no placar. Contudo, os húngaros buscaram o empate por 2 a 2 aos 45 do segundo tempo.

Apesar da goleada sofrida, o Ferencváros chegou a assustar o Barcelona na estreia, assim como o Dynamo ofereceu resistência à Juventus em parte do tempo. O interesse dos azarões no grupo, todavia, é assegurar a terceira colocação e buscar o atalho à Liga Europa. Por isso o resultado era tão importante em Budapeste. E os ucranianos deram um passo à vitória, com dois gols nos 45 minutos iniciais, que estiveram sob seu controle. Viktor Tsygankov converteu pênalti para o primeiro aos 28 e Carlos de Pena aproveitou o cruzamento de Vitaliy Buyalskiy para ampliar aos 41.

Dominando o segundo tempo, a reação do Ferencváros começou aos 14. Oleksandr Zubkov achou Tokmac Nguen livre pelo lado direito e o norueguês acertou um lindo chute cruzado para descontar aos húngaros. A situação ficou mais aberta aos anfitriões depois dos 40, quando Serhiy Sydorchuk recebeu o segundo amarelo e deixou o Dynamo com um homem a menos. Cinco minutos depois, as Águias comemoram o empate. A cobrança de falta frontal não foi boa, mas Aïssa Laidouni dominou na área e cruzou para Franck Boli desviar às redes. Atrás da meta, a torcida alviverde explodiu na comemoração e quase viu a virada, numa pancada de Zubkov que tirou tinta do travessão.

O Dynamo Kiev ocupa a terceira colocação do Grupo H, com vantagem no saldo de gols. Além disso, os ucranianos são favoritos para desbancarem o Ferencváros na briga pela Liga Europa, considerando a vantagem de atuar dentro de casa no próximo confronto direto. Os húngaros precisarão correr atrás do prejuízo contra Barcelona e Juventus.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore