Champions League

Na visita a Moscou, o Benfica construiu uma ótima vantagem contra o Spartak nas preliminares da Champions

O Benfica tinha uma parada dura contra o Spartak Moscou e mesmo assim conseguiu a vitória por 2 a 0, que o aproxima da última fase qualificatória

Depois da enorme decepção vivida na edição passada da Champions League, quando sucumbiu ainda nas preliminares, o Benfica tenta se reerguer nesta temporada em busca da fase de grupos. E os encarnados deram um passo importante nesta quarta, no jogo de ida da terceira fase qualificatória, a penúltima antes dos grupos. Na visita ao Spartak Moscou, os benfiquistas voltaram para casa com um excelente resultado da Otkrytie Arena. A equipe de Jorge Jesus ganhou por 2 a 0 e poderá perder por um gol de diferença que ainda assim avança à última etapa preliminar.

A partida em Moscou marcava o reencontro do Benfica com Rui Vitória, seu antigo técnico, atualmente no Spartak. Porém, os encarnados apresentaram um jogo coletivo bem mais eficaz para construir o triunfo. Depois de um primeiro tempo em que os lusitanos já tinham sido superiores, os tentos vieram na volta do intervalo. Aos seis minutos, Rafa Silva tabelou com João Mário e soltou um foguete rumo às redes. Já aos 29, Gilberto tratou de ampliar, ao receber uma ótima enfiada de Lucas Veríssimo. O goleiro Aleksandr Maksimenko ainda evitou um saldo pior, com grande defesa diante de Everton Cebolinha no fim.

O Spartak ainda viu o seu diretor de futebol, Dimitriy Popov, revelar à imprensa sua saída do clube em pleno intervalo. O dirigente apresentará sua carta de demissão nesta quinta, insatisfeito com a postura do presidente em barrar a contratação de Gonzalo Montiel. O lateral do River Plate tinha sido um pedido de Rui Vitória e Popov alinhou a compra, mas o presidente Leonid Fedun recusou o acerto depois de ser aconselhado por Domenico Tedesco, antigo comandante dos alvirrubros. “Parece que nossa equipe ainda é dirigida pelo antigo treinador, enquanto eu e Rui Vitória tentamos construir um novo time que nada tem a ver com o anterior. Perante essa situação, não vejo motivos para ficar”, apontou, ao Sport Express.

Outra equipe a sair vitoriosa nesta quarta foi o Ferencváros, que recebeu o Slavia Praga em Budapeste. Os alviverdes fizeram o dever de casa na Groupama Arena e venceram por 2 a 0. Um gol contra de Taras Kacharaba abriu a conta para os húngaros aos 44 minutos. No início da segunda etapa, Igor Kharatin ampliou cobrando pênalti. Já na Croácia, em duelo que teve embates entre as torcidas na véspera, o Dinamo Zagreb cedeu o empate por 1 a 1 contra o Legia Varsóvia. Bruno Petkovic botou os anfitriões em vantagem no Estádio Maksimir, mas Ernest Muci recuperou a igualdade para os poloneses num belo chute de fora da área.

As partidas de volta na terceira fase preliminar da Champions acontecem na próxima semana. Caso confirme a classificação, o Benfica deverá encarar o PSV, que também ganhou com folga a primeira partida contra o Midtjylland, anotando 3 a 0 em Eindhoven. Assim, lusitanos e holandeses deverão reeditar a final de 1988 em busca de uma vaga na fase de grupos do torneio continental. Quem perder, ainda assim, será repescado à Liga Europa.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo