Champions League

Mbappé e a reverência à lenda: “Você trabalha todo dia para enfrentar jogadores como Buffon”

Mbappé gosta de futebol. Assiste a muitos jogos e acompanha o que está acontecendo. Obviamente, conhece o tamanho de Gianluiggi Buffon e não se intimida antes do duelo que travará com o goleiro da Juventus, na próxima quarta-feira, pela semifinal da Champions League, entre o Monaco e os italianos. Em entrevista ao site da Uefa, fez toda a reverência que uma lenda merece.

LEIA MAIS: Mbappé ainda mora no CT do Monaco e passa o tempo livre jogando Football Manager

“Buffon? É um goleiro que deixou sua marca na história, um dos melhores do mundo. Estou feliz que vou jogar contra ele. Você trabalha todos os dias para enfrentar jogadores como ele. Quando você o faz, você quer dar o seu melhor para vencê-los”, afirmou um jovem de 18 anos com muita personalidade.

Mbappé tem uma boa consciência do seu papel no Monaco, mesmo tendo acabado de deixar a puberdade para trás. Atua como segundo atacante, ao lado de Falcao, com muita liberdade para se movimentar. E para aprender com o Tigre. “Eu acho que sou o jogador mais sortudo da equipe porque estou no começo da minha carreira e posso jogar ao lado de um grande atacante como Radamel”, disse.

Tanto a ascensão de Mbappé – cinco gols em quatro jogos de mata-mata da Champions League, 11 em 10 partidas pela Ligue 1 em 2017 – quanto a ótima campanha europeia do Monaco foram as maiores surpresas da atual temporada europeia. Para Mbappé, o momento mais especial foi o jogo de volta contra o Manchester City, vencido por 3 a 1 pelos franceses, depois do 5 a 3 da Inglaterra.

“Porque foi meu primeiro jogo como titular. Eu ouvi a música entrando no gramado e foi muito especial. Foi uma ótima experiência. Desde criança, eu sonhava em jogar a Champions League, eu assistia a todos os jogos. Até mesmo agora eu ainda assisto aos jogos da Champions League. Então, jogar nela foi um imenso prazer”, afirmou Mbappé, que certamente vai jogar muitas vezes pela Champions.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo