Champions League

Matthäus acredita no Liverpool para conquistar sua sexta Champions League

O Liverpool é o maior campeão europeu da Inglaterra, mas a sua última conquista foi na temporada 2004/05, o milagre de Istambul. A volta às competições europeias, com Jürgen Klopp, tem sido empolgante. O time passou pelas oitavas de final atropelando o Porto. Agora, o desafio será o Manchester City, o time que lidera com tranquilidade a Premier League. Para um dos grandes da Alemanha, Lothar Matthäus, o Liverpool pode chegar à sua sexta conquista de título europeu na temporada, superando o Manchester City.

LEIA TAMBÉM: Jogo de lendas do Liverpool e do Bayern foi um festival de nostalgia, com Xabi Alonso jogando pelos dois

Matthäus foi uma das estrelas do jogo de lendas do Bayern de Munique com as do Liverpool, em Anfield Road, neste sábado. Ex-jogador do Bayern de Munique e da Inter, dois dos clubes que mais marcou carreira, ele foi também um dos jogadores mais marcantes da seleção alemã, jogando as Copas de 1986, 1990, quando foi campeão, 1994 e 1998, já veterano.

“Talvez o City tenha mais dinheiro, mas eu conheço a mentalidade de Klopp, eu conheço a mentalidade do time. Eles trabalham muito duro”, afirmou Matthäus. “O Liverpool tem a mentalidade e a atmosfera que é similar ao Dortmund. Ele é um técnico poderoso. Ele pode fazer as pessoas se esforçarem por ele, os jogadores e os torcedores”.

“Ele tem que encontrar mais um ou dois jogadores, especialmente na defesa para melhorar a competição. Como Guardiola na sua primeira temporada, ele tinha um bom ataque e então investiu muito dinheiro na defesa, e você vê a diferença agora, eles estão 15 ou 16 pontos à frente do Manchester United. Isso é muita coisa”, afirmou.

“Esta é a razão, ele [Guardiola] comprou muitos jogadores na defesa, eles estão muito melhores agora. O City está talvez um degrau acima que todos os outros na Inglaterra no momento, mas com certeza outros times irão investir e encontrar os jogadores certos”, analisou Matthäus.

“Eu sei que Jürgen Klopp sabe exatamente que jogador ele precisa. Algumas pessoas estavam balançando suas cabeças por um defensor que custou 75 milhões de libras [Virgil van Dijk], mas esses 75 milhões de libras no fim do dia mostra uma defesa muito melhor”, declarou o ex-jogador do Bayern e da seleção alemã.

“Ele não mudou muito o seu estilo. Ele está trabalhando muito duro, seu time está sempre pronto para lutar por 90 minutos, eles estão em ótima condição, ele trabalha muito duro”, afirmou o alemão. “Ele encontra os jogadores certos, especialmente no ataque, que podem fazer a diferença no mais alto nível”.

Até agora, o único time a ter conseguido derrotar o Manchester City na Premier League foi o Liverpool, em janeiro. Em março, o Manchester City perdeu pela segunda vez na temporada no jogo de volta da Champions League contra o Basel, em casa. Mas a derrota é em outro contexto, porque o time tinha vencido o jogo de ida por 4 a 0 e jogou com um time misto na partida de volta.

O Manchester City entra como favorito nas casas de apostas, mas segundo Matthäus, os Reds têm todas as condições de não só eliminar o Manchester City, mas de levantar a sua sexta taça do principal título europeu.

“O Liverpool não tem medo de jogar contra o Manchester City. Eles mostraram semanas atrás como você pode ganhar do Manchester City”, analisou Matthäus. “Eles têm um bom ataque, eles trabalham melhor na defesa e isso é chave para ganhar títulos”.

“Ele tem feito um trabalho muito bom. Eu acreditava desde o começo que ele e o Liverpool teriam um bom relacionamento. Você pode ver isso nos bons resultados, os bons jogos, e ele comprou os jogadores certos”, continuou o ex-camisa 10 da Alemanha.

“Para mim, é um time que pode ganhar a Champions League em dois meses em Kiev”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo